Sorocaba e Região

Corpus Christi deste ano não terá procissão nem tapetes

Na Catedral Metropolitana de Sorocaba, no Centro, a missa está marcada para as 17h e será transmitida pelo Facebook e também pela TV COM
Corpus Christi deste ano não terá procissão e tapetes
Apesar de não ter a beleza dos tapetes coloridos nas ruas este ano, os fiéis poderão conferir as missas. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (20/6/2019)

Passados os 60 dias após a Páscoa, a festa de Corpus Christi será celebrada nesta quinta-feira (11), mas neste ano, por conta da pandemia, algumas tradições serão quebradas, como a realização da procissão e os tapetes coloridos que ocupam as ruas com temas religiosos. A celebração e o culto da eucaristia, que são os dois ritos que marcam a data, acontecerão em todas as paróquias da cidade, de formas diferentes.

Na Catedral Metropolitana de Sorocaba, no Centro, a missa está marcada para as 17h e será transmitida pelo Facebook e também pela TV COM, canal 8 da Net. Segundo o arcebispo metropolitano de Sorocaba, Dom Júlio Endi Akamine, a situação é inédita e cada paróquia está se preparando para a celebração visando a segurança dos fiéis. “A retomada tem sido gradual e as igrejas estão se ajustando. Algumas estão voltando a realizar as missas presenciais, mas seguindo várias normas de segurança e a maioria ainda segue com as missas online”, destacou.

Conforme Akamine, o culto da eucaristia, tradicionalmente realizado durante a procissão, não estará no calendário religioso de 2020. “É uma celebração festiva, mas que neste momento é inviável. Os tapetes fazem parte desse rito e demandam reunião entre os fiéis para a confecção e por isso não serão feitos.”

 

Para substituir a caminhada dos fiéis acompanhando o santíssimo, o arcebispo disse que algumas paróquias abrirão as portas por algumas horas, respeitando as regras de distanciamento, para que os religiosos possam se aproximar e realizar orações. “Tanto nas paróquias que as missas estão sendo retomadas quanto nessa possível visita ao santíssimo, recomendamos sempre que as pessoas que fazem parte do grupo de risco não compareçam”, alertou o arcebispo.

Outras paróquias, conforme Dom Júlio, estão estudando a passagem do santíssimo pelas ruas dos bairros, em um carro, para que os fiéis, de suas casas, possam participar do culto.

Presencial

Uma das igrejas que retomaram as missas presenciais foi o Santuário São Judas Tadeu, no Central Parque, mas nesta quinta-feira (11) a celebração de Corpus Christi será feita somente online. Todas as missas são transmitidas pelo site e também pelo Facebook. “Somente as missas dos finais de semana estão sendo abertas aos fiéis, mas adotamos várias medidas e recomendamos que idosos e pessoas com comorbidades permaneçam em casa”, informou a secretaria do Santuário.

Aos domingos, o santuário tem aberto as portas aos fiéis, com missas em três horários: às 8h, às 10h e às 19h. Há obrigatoriedade do uso de máscara, e ao fim de cada celebração, o santuário passa por higienização completa.

 

Os mesmos horários e procedimentos foram adotados pela igreja São Francisco de Assis, na Vila Assis, com três missas aos domingos. No dia de Corpus Christi também haverá uma celebração, às 10h, aberta ao público com transmissão pelo Facebook e YouTube.

Na Paróquia Santa Rosália ainda não foi definido se nesta quinta-feira (11) a celebração de Corpus Christi será aberta ao público ou somente transmitida pela internet.

Simbologia

A festa de Corpus Christi tem por objetivo celebrar a eucaristia. Acontece sempre em uma quinta-feira, em alusão à última ceia de Jesus com seus apóstolos, quando ele mandou que celebrassem sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu corpo e sangue.

No Brasil, o dia de Corpus Christi passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, em Minas Gerais.

Durante a missa especial desta data, o celebrante consagra duas hóstias: uma é consumida e a outra, apresentada aos fiéis para adoração. Essa hóstia permanece no meio da comunidade, como sinal da presença de Cristo vivo no coração de sua igreja. (Larissa Pessoa)

Comentários