fbpx
Sorocaba e Região

Corpo de rapaz desaparecido em Brigadeiro Tobias é encontrado em Araçoiaba

Corpo de Alex Patrick Sebastião Lourenço, de 23 anos, foi identificado pela família com sinais de espancamento

O corpo do estudante Alex Patrick Sebastião Lourenço, de 23 anos, que morava em Brigadeiro Tobias, em Sorocaba, e estava desaparecido desde o dia 24 de fevereiro, foi encontrado na noite de quinta-feira (28), em avançado estado de decomposição, na Estrada Municipal de Araçoiaba da Serra, próximo a um pesqueiro, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Ele foi identificado pela família nesta sexta-feira (1º) e tinha sinais de espancamento, provavelmente provocados por pauladas. Segundo seu pai, João Maria Lourenço, Alex Patrick era usuário de drogas.

Leia mais  Jovem desaparecida por dois dias em Votorantim faz contato com a família

 

Segundo a Polícia Civil, uma equipe da Polícia Militar foi acionada por intermédio de uma denúncia anônima. Os policiais encontraram o corpo da vítima em uma cova rasa, sem documentos de identificação.

A perícia científica foi ao local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba, onde foi feito o reconhecimento. Um boletim de ocorrência por morte suspeita foi registrado na delegacia de Araçoiaba da Serra, onde o caso é investigado.

“Mensageiro”

Conforme o boletim de ocorrência nº 361/2019 registrado no 2º Distrito Policial, no dia , 25 de fevereiro, dia seguinte ao desaparecimento do rapaz, às 12h52, um rapaz em uma motocicleta parou na porta da casa da família, na avenida Bandeirantes, em Brigadeiro Tobias, e disse à irmã de Alex Patrick “que tinham matado ele”. O mensageiro acelerou a moto e foi embora.

A família disse que não sabe quem é a pessoa e que também não conseguiram anotar a placa da moto. A ocorrência foi registrada pelo pai do desaparecido no 2º DP aos cuidados do delegado Sílvio Miguel Marques Vicentim.

Sobre isso, a Polícia Civil informou que investiga o desaparecimento do rapaz e que também está verificando as informações passadas à irmã da vítima pelo desconhecido. (Da Redação)

Comentários