fbpx
Sorocaba e Região

Consumidor adota cautela para as compras na Black Friday no Centro de Sorocaba

Entre os que acordaram cedo para conferir as promoções, muitos ainda não compraram os itens desejados
Muitas lojas abriram as portas mais cedo. Crédito da foto: Emídio Marques

A Black Friday não empolgou os sorocabanos na manhã desta sexta-feira (29). Entre as poucas pessoas que acordaram cedo para conferir as promoções nas lojas do Centro, muitas ainda não compraram os itens de desejo.

A auxiliar de limpeza Maria Enilda Barbosa, 56, passou na região central antes de seguir para o trabalho, mas disse que vai pesquisar mais para ter certeza que fez uma boa compra. “A geladeira está com o preço bom, mas eu estou mesmo precisando de um fogão. Vou andar bastante pra depois não passar raiva se encontrar uma promoção melhor”, contou a mulher, que lamentou não ter orçamento suficiente para comprar tudo que deseja.

Leia mais  Procon Sorocaba anuncia fiscalização durante a Black Friday

 

Quem fez uma compra “para não perder a viagem” foi a aposentada Maria Helena Silveira, 72. Ela pretendia comprar uma TV de 42 polegadas, mas acabou levando pra casa uma de 32. “Aqui foi a melhor oferta, mas ainda assim está muito abaixo do esperado”, contou. Ela também disse que acabou comprando itens de uso pessoal como shampoo, que estavam com bons descontos.

Movimento no comércio da região central é baixo. Crédito da foto: Emídio Marques

De folga nesta sexta-feira, a professora Ilma Flávia Araújo Lima, 34, foi com a mãe, a dona de casa Maria de Fátima Araújo, 57, em busca de bons preços. Em uma loja ela comprou itens para a casa, como produtos de limpeza e doces. “Eu me programo para fazer as compras nessa data, mas não está valendo tanto a pena. Comprei somente o que estava muito barato”, disse.

Hoje ela ainda pretende comprar alguns móveis, como cômoda e guarda-roupa. Ela também contou que reserva um dinheiro para conseguir negociar as contas a vista, mas deixa o cartão de crédito na carteira caso encontre uma boa oportunidade.

Maria fez uma compra “para não perder a viagem”. Crédito da foto: Emídio Marques

Pesquisa

A Black Friday teve início nos Estados Unidos e acabou sendo incorporada ao calendário comercial brasileiro. Segundo pesquisa da Associação Comercial de Sorocaba (Acso), em parceria com a Esamc, 78% dos entrevistados deverão ir às compras hoje e a data pode injetar cerca de R$ 30 milhões na economia da cidade.

Alguns estabelecimentos abriram as portas mais cedo e o horário de funcionamento dos shoppings também foram ampliados. Com previsão de descontos de até 70%, o tíquete médio do sorocabano deverá ser de R$ 360, sendo que 46% das pessoas ouvidas pela Acso e que pretendem comprar vão escolher smartphones e demais eletrônicos, 29% roupas e 12% móveis e objetos para decoração.

A data pode injetar cerca de R$ 30 milhões na economia da cidade. Crédito da foto: Emídio Marques
Comentários