Sorocaba e Região

Conselho da Mulher participa da campanha ‘16 dias de Ativismo’

A campanha é promovida pela ONU Mulheres, e será realizada de 25 de novembro a 10 de dezembro
Conselho avalia projeto sobre amparo a mulheres agredidas
presidenta do CMDM, Emanuela Barros. Crédito da foto: Adival B. Pinto / Arquivo JCS (12/3/2014)

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), de Sorocaba, está engajado na campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”. A campanha é promovida pela ONU Mulheres, e será realizada de 25 de novembro a 10 de dezembro, que é o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Mas, no Brasil, a abertura foi realizada ontem (20) no Dia da Consciência Negra. “É uma data importante para dar visibilidade à dupla discriminação sofrida pelas mulheres negras”, afirma a presidenta do CMDM, Emanuela Barros. Toda a programação será divulgada pela página do Facebook do Conselho Municipal da Mulher, incluindo publicações diárias de textos produzidos pelas conselheiras e outros materiais.

Parcerias

Desde 2009, o Conselho participa dessa campanha anual e, nesta edição, conta com parcerias como Conselho Municipal de Direitos Humanos, Sindicato do Vestuário de Sorocaba e Região, Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e Núcleo de Pesquisa de Gênero e Sexualidade da UFSCar Sorocaba, pelo projeto Mulheres e Luta.

Leia mais  Em luto por elefanta Haisa, Zoo de Sorocaba não abre nesta quinta-feira

No dia 25, às 6h30, haverá panfletagem de materiais informativos sobre violência contra a mulher em porta de fábrica e live, às 19h30, pela página do Facebook do Conselho da Mulher com as vereadoras Iara Bernardi e Fernanda Garcia, e Emanuela Barros, que preside o Conselho.
No ano passado foram realizadas diversas ações como audiência pública, palestras, conferências e distribuições de materiais. Neste ano, por conta da crise sanitária as ações serão, em sua maioria, pelas redes sociais. (Da Redação)

Comentários