fbpx
Sorocaba e Região

Comissão quer informações sobre viagem de Crespo em período de atestado médico

Prefeito viajou a Montevidéu, no Uruguai, mesmo com recomendação de repouso domiciliar
José Crespo teria viajado a Montevidéu, no Uruguai, com a primeira-dama Lilian Crespo. Crédito da foto: Arquivo pessoal

A Comissão Processante que investiga o prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), oficiará o chefe do Executivo para que preste esclarecimentos sobre a viagem que fez para fora do País, mesmo estando com atestado médico, com recomendação de repouso domiciliar. Crespo esteve em Montevidéu, no Uruguai, no último dia 7, com a primeira-dama Lilian Crespo.

O prefeito e a primeira-dama aparecem em uma imagem que começou a circular em grupos de aplicativos de mensagem, chegando à redação do jornal Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (11), dia de veiculação de reportagem sobre o assunto também pela TV TEM.

Uma reunião ocorreu na tarde desta sexta-feira no gabinete do vereador Hudson Pessini (MDB), relator da Comissão, para discutir a situação. Conforme o vereador, o ofício já está sendo providenciado. De acordo com ele, há a necessidade de comprovar se o prefeito realmente esteve no Uruguai durante o período de atestado médico.

“Abrimos uma exceção em virtude do estado de saúde dele, comprovado com atestado médico”, diz o vereador. Para Hudson, caso a viagem seja comprovada durante o atestado, pode caracterizar que o prefeito estaria prejudicando a própria defesa. O ofício será encaminhado para a Prefeitura de Sorocaba e para a defesa de Crespo.

Leia mais  Crespo se afasta por 14 dias e indefine oitiva da Comissão Processante

 

Ainda conforme Hudson Pessini, uma nova reunião deverá acontecer na próxima segunda-feira (15) com todos os membros da Comissão. O vereador Luís Santos (Pros), que é membro da Comissão, não estava na Câmara nesta sexta-feira para participar da reunião.

José Crespo está com um atestado para repouso desde o dia 3 deste mês. Em virtude da situação, o prefeito não compareceu por duas vezes às oitivas da Comissão Processante, sendo a última na quinta-feira (11). Ele é investigado por supostas infrações político-administrativas no voluntariado da Prefeitura de Sorocaba, envolvendo a ex-servidora comissionada Tatiane Polis. (Marcel Scinocca)

Atualizado às 17h20

Comentários