Sorocaba e Região

Comércio da zona sul ignora determinação e abre as portas em Sorocaba

Lojas de colchões, móveis planejados, videogames, sexshops, imobiliárias e outros pontos driblaram as regras
Comércio da zona sul ignora determinação e abre as portas
Lojas de móveis, no Campolim, permaneciam funcionando normalmente. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/6/2020)

Mesmo diante da determinação da Prefeitura de retroceder à fase vermelha do Plano São Paulo de Retomada Econômica, que permite apenas as atividades classificadas como essenciais, alguns estabelecimentos comerciais da zona sul da cidade continuavam nesta terça-feira (23) de “portas abertas” e atendendo a seus clientes. Lojas de colchões, móveis planejados, videogames, sexshops, imobiliárias e outros pontos driblaram as regras e seguiam normalmente suas rotinas.

Lojas de móveis de luxo na avenida Antônio Carlos Comitre, no Parque Campolim, permaneciam com as portas abertas e recebendo seus clientes na tarde de ontem. Em algumas delas, os consumidores não utilizavam a máscara. O uso do item é obrigatório desde o dia 6 de maio, em Sorocaba, por conta do decreto municipal nº 25.733/20, bem como do decreto estadual nº 64.956/20, que obriga todas as pessoas a utilizarem a proteção facial ao sair às ruas e circular em locais públicos e privados.

Alguns estabelecimentos trabalhavam com portas semiabertas ou com faixas separando os clientes do interior das lojas. Esse era o caso de uma loja de doces, que para burlar as regras atendia com balcão para receber os pedidos dos consumidores. Em outro ponto da avenida Antônio Carlos Comitre, um polo de vendas de um empreendimento imobiliário recebia os possíveis compradores no interior do prédio. Na ocasião, a reportagem percorreu avenidas da zona sul e não registrou a presença dos agentes de fiscalização da Secretaria de Segurança Urbana (Sesu).

O desrespeito à determinação do fechamento também foi registrado na região central de Sorocaba, na rua Dr. Arthur Gomes, onde alguns estabelecimentos continuavam atendendo.

A Prefeitura de Sorocaba foi questionada se estaria fiscalizando os estabelecimentos da região e afirmou que todas as áreas têm recebido equipes para o trabalho. O Poder Executivo informou que, até o momento, nenhuma empresa foi autuada por desrespeitar a determinação de fechamento das atividades comerciais. “Por enquanto, as medidas têm caráter orientativo”, justificou a municipalidade.

Comércio da zona sul ignora determinação e abre as portas
Segundo a Prefeitura, até o momento nenhuma loja foi autuada. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/6/2020)

Ainda segundo a Prefeitura, os estabelecimentos que insistirem em desrespeitar as regras do plano de retomada das atividades e a determinação do fechamento podem ter o alvará de funcionamento cassado pelo Executivo. (Wesley Gonsalves)

Comentários