Sorocaba e Região

Clientes ficam até 5 horas em filas de bancos em Sorocaba

Situação das agências são variadas: desde filas controladas até completa aglomeração
Fila no banco Mercantil do Brasil. Crédito da foto: Cortesia/Teófilo Negrão

Clientes que foram aos bancos no centro de Sorocaba se depararam com grandes filas e aglomeração, na tarde desta quarta-feira (7). O tempo de espera dos bancos variavam de 30 minutos a 5 horas em três agências no local.

Evelin Mara Gonçalves, de 38 anos, foi uma das clientes que encarou 5 horas em pé na fila do banco Mercantil do Brasil. Segundo ela, a demora se deu pela falta de caixas em funcionamento. “Estou há cinco horas na fila. Isso é desumano”, disse. Evelin ainda explicou que essa foi a primeira vez que ela enfrentou essa situação na agência.

Mais ao fundo desta fila estava Cristina dos Santos, de 37 anos. Acompanhada da mãe, Sueli dos Santos, de 61 anos, ela permaneceu por 3 horas aguardando para retirar a aposentadoria da mãe. Cristina relatou que não houve auxílio de nenhum funcionário para efetuar o distanciamento social entre as pessoas. “Não tem distanciamento social e tem muitas pessoas idosas. Mas, infelizmente, tem que ficar na fila”, contou a filha.

Já no banco Bradesco, Solange Aparecida de Souza, de 52 anos, esperava 40 minutos para ser atendida. Alexandre Garcia, de 37 anos, também relatou espera de 30 minutos. Entretanto, a fila da agência se manteve controlada e respeitando as medidas de distanciamento social. Conforme Alexandre, os funcionários orientaram os clientes que chegavam na fila.

No banco Itaú, o jornal Cruzeiro do Sul constatou pouca fila e sem aglomeração. A agência localizada na região central do município mantinha fila controlada e respeitando as medidas de distanciamento entre os clientes.

Leia mais  Câmara de Sorocaba aprova antecipação de feriados

Resposta dos bancos

Questionado, o banco Mercantil do Brasil alegou que “investe constantemente na qualidade do atendimento, mas esclarece que eventualmente podem ocorrer picos de movimento – principalmente em dias de pagamento de benefícios – que podem alterar o padrão de qualidade”. Além disso, o banco informou que, por conta da pandemia de coronavírus, “tem sido necessário seguir o protocolo de distanciamento entre os clientes, o que gera filas visualmente mais longas”.

Fila na esquina do banco Mercantil do Brasil. Crédito da foto: Kally Momesso

Para evitar esses transtornos, o banco Mercantil do Brasil orienta que os beneficiários consultem o dia específico do pagamento por meio do site www.mercantildobrasil.com.br, no recibo de saque ou no calendário afixado nas agências. O banco ainda possui canais de atendimento para solucionar demandas dos clientes sem necessidade de deslocamento até uma agência, por meio do Alô Mercantil: 0800 7070 398; Gente Fone: 4004.1044, para capitais e Região Metropolitana e 0800 7070 389, para demais localidades; e Ouvidoria: 0800 70 70 384.

Leia mais  Fomento à tecnologia inscreve até esta quarta (31) no Computador do Professor

O Bradesco, em nota, esclareceu que intensificou a comunicação com os clientes para que priorizem a utilização dos canais digitais para realizar suas operações com o Banco. Produtos e serviços podem ser acessados por meio de celular, internet, equipamentos de autoatendimento e Fone Fácil. “É importante ressaltar que a melhor opção no momento atual é sempre o atendimento por meio dos canais digitais”, afirmou.

De acordo com o Bradesco, “os funcionários estão orientados a organizar o atendimento nas agências e nas salas de autoatendimento de forma a evitar concentração de pessoas no interior dos ambientes, preservando a recomendação de manter distância mínima, embora possa ocorrer pontualmente situações não usuais em função de eventuais concentrações de fluxo”.

Apesar de não ter constatado filas e aglomerações, o jornal recebeu reclamações de filas na agência do Itaú. O banco foi questionado, e informou que para evitar aglomerações, o Itaú Unibanco fez alterações no atendimento presencial na rede de agências. Os aposentados e pensionistas possuem acesso uma hora antes do público geral e podem realizar suas transações bancárias das 9h às 10h. Para os demais clientes, as operações são realizadas das 10h às 14h.

Fila no banco Itaú. Crédito da foto: Manuel Garcia

“O banco também tem instruído os clientes a manterem entre si a distância mínima de um metro, por meio de demarcações e orientadores de fila. Além disso, o Itaú orienta que os clientes priorizem os canais digitais para efetuar operações que podem ser realizadas por meio destes, como pagamento de títulos e boletos, contratação de crédito, solicitação de segunda via de cartão e outros serviços”, explicou.

Leia mais  Morrem o radialista Wilson Braz e o jornalista Sérgio Takamune

Filas e aglomeração nas lotéricas

As lotéricas da avenida Ipanema, na zona norte de Sorocaba, também registraram filas acima do normal. Os clientes que chegaram nas lotéricas precisaram enfrentar longas filas que percorriam desde dentro do estabelecimento até a rua. As filas não seguiam o protocolo de distanciamento social entre os clientes.

Ações do Poder Público

Ao tomar ciência dos fatos, o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) foi até um banco na avenida São Paulo e gravou um vídeo afirmando que vai providenciar mudanças. “Vamos fazer uma reunião com todas as agências para que pelo menos eles tenham cobertura, água e um lugar para sentar. O mínimo que uma instituição financeira lucrativa como esta deve fazer, é dar atenção para o seu povo. Então nós vamos fazer em parceria com o Poder Público para minimizar o sofrimento que acontece desde o começo da pandemia”, reiterou.

Manga não informou quais medidas serão tomadas nem a data da eventual reunião com as agências bancárias. (Kally Momesso)

Comentários