Sorocaba e Região

Centenas de peixes aparecem mortos em dois rios da RMS

Segundo a Cetesb, os peixes dependem da qualidade da água para as necessidades respiratórias, alimentares e reprodutivas
Centenas de peixes aparecem mortos em dois rios da RMS
Os peixes mortos estavam no rio Sarapuí, que deságua no rio Sorocaba. Crédito da foto: Reprodução / Mídias Sociais

Vídeos e imagens circularam nas redes sociais ontem (13), mostrando centenas de peixes que apareceram mortos nas margens de dois rios da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Em Iperó, próximo à estrada que liga o município a Tatuí, diversos peixes mortos foram encontrados no rio Sarapuí, que deságua no rio Sorocaba, onde moradores de Boituva também registraram imagens semelhantes.

A Secretaria de Meio Rural, Ambiente e Turismo da Prefeitura de Iperó informou que a mortandade de peixes foi provocada pela quantidade de material orgânico no rio Sarapuí, “provocando a queda no nível de oxigênio e a morte dos peixes”.

A pasta afirmou que apura o fato e, ao lado de órgãos competentes, acompanha a situação no rio. A prefeitura confirmou, ainda, que faria a retirada dos peixes mortos das margens.

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), órgão responsável pela fiscalização da qualidade das águas, disse que, após constatada a mortandade dos peixes, realizou coletas de amostras de água no local para posterior análise em laboratório.

Segundo a Cetesb, os peixes dependem da qualidade da água para as necessidades respiratórias, alimentares e reprodutivas. As mortandades podem ser causadas por fatores naturais ou serem resultado de ações do homem.

Já a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que usa água do rio Sarapuí para abastecer as cidades de Iperó e Boituva, afirmou não ter constatado anomalias no trecho da captação, localizado a 800 metros acima de onde foi verificada a mortandade. (Erick Rodrigues)

Comentários