Sorocaba e Região

Casos de dengue sobem em uma semana em Iperó e Votorantim

Em Iperó os casos da doença chegam a 1.263 e em Votorantim subiram para 39
MP abre inquérito para apurar dengue
Prefeitura diz que faz ações, principalmente as preventivas. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (4/4/2019)

Em uma semana, Iperó confirma mais 241 casos de dengue na cidade. O total de casos confirmados em 2020 em Iperó chega a 1.263 até sexta-feira (13), quando foi divulgada a última atualização da situação da doença no município.

Segundo os dados divulgados pela Prefeitura de Iperó, na sexta-feira (6) a cidade tinha confirmado 1.022 casos de dengue. Já nesta sexta os casos subiram para 1.263, o que representa um aumento de 23,58%.

Conforme o município, em 2020 até o momento Iperó já teve 1.824 casos notificados. Do total, 1.263 foram casos da doença foram confirmados, 487 descartados e 74 ainda estão em investigação.
A Prefeitura de Iperó, porém, afirma que a cidade não vive uma epidemia de dengue por os casos estão concentrados no bairro George Oetterer, que fica próximo a Sorocaba.

Questionada, a Secretaria de Saúde informa que diariamente está realizando ações em combate ao mosquito Aedes Aegypti e ao controle da situação, como busca ativa em todos os pacientes notificados; bloqueio nos quarteirões onde haja suspeitos notificados; intensificação nos trabalhos de orientações a população; atualização do plano de contingência municipal; amplificação da rede assistencial para demanda da dengue.

Mais ações

Outras ações são: realização de sala de situação da dengue; divulgação em mídia social acerca do controle de vetores, operação “Cata-treco”, que é uma ação que recolhe nos bairros mais vulneráveis, materiais inservíveis, que possam vir a ser possíveis criadouros do mosquito transmissor.

Além de ação de nebulização e ação de conscientização nas escolas visando a multiplicação da informação sobre a prevenção.

“Pedimos compreensão e colaboração dos moradores com a limpeza e, caso vierem a sentir os principais sintomas da Dengue, é recomendado que procurem as UBS referências Marinheiro Marcílio Dias (George Oetterer), Jean Carlos Domingues dos Santos (Centro), Elois Alves Corrêa (Bacaetava) ou o Pronto Atendimento municipal”, diz a pasta.

Casos de dengue em Votorantim chegam a 39

Os casos de dengue em Votorantim também subiram na última semana e passaram de 22 para 30, o que representa um aumento de 77,27%. A Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), afirma que segue com a ações de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

A cidade registra 39 casos confirmados de dengue até sexta-feira (13). Até o momento são 421 notificações. Dos casos confirmados, 32 são autóctones e 7 importados.

O Centro de Controle de Zoonoses segue com os trabalhos de visita as residências com o objetivo de eliminar os criadouros do mosquito, além das ações de limpeza da Secretaria de Serviços Públicos acontecem diariamente em vários pontos da cidade com a operação Cidade Viva.

Ainda de acordo com a secretaria é importante que a população faça a sua parte e intensifique as ações evitando o acumulo de água em recipientes.

Leia mais  Aumenta incidência de casos de dengue em Sorocaba

Conforme a secretaria, o munícipe que, ao apresentar os sintomas da doença, como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e dores no corpo, deve procurar de imediato pela Unidade de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência.

Além disso, o Centro de Controle de Zoonoses realiza visitas constantes aos Pontos Estratégicos (PE) da cidade, que são as borracharias, oficinas mecânicas, funilarias, galpões de materiais recicláveis, bem como nos Imóveis Especiais (IE), que são espaços com grande circulação de pessoas, a exemplo do terminal de ônibus, unidades de saúde e supermercados.

Comentários