Sorocaba e Região

Casal reclama de falha na entrega de remédios

Os quatro medicamentos, dos quais dois são usados por ambos, custam em média R$ 600 por mês

O casal Ana Maria Prestes dos Santos e Adeilson Moura dos Santos, ambos com 60 anos de idade, reclama que há seis meses não consegue retirar na Farmácia de Alto Custo do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) os remédios para diabetes que necessitam para tratamento. Os quatro medicamentos, dos quais dois deles são utilizados por ambos, custam em média R$ 600 por mês. A Secretaria da Saúde informou que a compra dos remédios passa por fase de licitação e que em breve os medicamentos voltarão a ser fornecidos.

De acordo com Ana Maria, ela e o marido fazem uso do remédio Galvus Met 50mg/1000mg e da insulina Lantus. Ela necessita ainda da insulina Apidra e do remédio Drimicrom 60mg. A dona de casa conta que há seis meses a única resposta que tem, dos órgãos de saúde, é a de que a aquisição dos medicamentos depende de processo licitatório, que estaria em andamento. Ela e o marido contam que ganharam na Justiça, em 2014, o direito de receber os remédios gratuitamente e que, na ausência destes na Farmácia de Alto Custo eles não têm outra alternativa a de não ser comprar. Porém, os gastos acabam sendo muito altos.

Em resposta por meio da assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde, o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba informou que o casal será contatado para agendamento da entrega das insulinas e que foi solicitada celeridade na entrega aos fornecedores.

Comentários

CLASSICRUZEIRO