Sorocaba e Região

Casal é preso por exploração do trabalho infantil em Sorocaba

Adultos e produto apreendido foram levados à Delegacia da Polícia Federal, que realiza investigação sobre o assunto
Casal explorava menor na venda de pipoca doce em semáforos do Campolim. Crédito da Foto: Divulgação

Um casal de adultos foi preso na tarde desta quarta-feira (8) pela Guarda Municipal de Sorocaba (GCM) por exploração de trabalho infantil próximo à Praça Kasato Maru, no Campolim, em Sorocaba. Eles exploravam um menor de idade na venda de pipoca doce nos semáforos daquela região e, de acordo com a Polícia Federal, que conduz investigação sobre o tema na cidade, o caso pode revelar a participação do crime organizado na operação desse tipo de trabalho.

Leia mais  Operação Dignidade faz ação na região central de Sorocaba

 

A prisão dos dois suspeitos, bem como a apreensão de cerca de 1,9 mil pacotes de pipoca doce, deu-se em conjunto com a Secretaria de Segurança e Defesa Civil da Prefeitura de Sorocaba e também da Polícia Federal, por intermédio da Operação Sinal Verde para a Dignidade. O menor, que não possui vínculo parentesco com os adultos, foi entregue ao Conselho Tutelar e depois aos pais.

A Polícia Federal ouviu os suspeitos e considera a hipótese de que não seja somente esse casal a operar tal tipo de sistema de trabalho na cidade, visto que a maior parte do lucro auferido não fica com os menores, caracterizando uma empreitada comercial — ao invés de um caso de mendicância.

As investigações da PF acerca do assunto começaram recentemente e ainda não se afasta a hipótese de que outras pessoas estejam acima dos exploradores de mão de obra infantil.

De acordo com a GCM, o casal preso é rotineiro em aliciar menores para trabalho nessas condições. Os dois adultos passarão por audiência de custódia nesta quinta-feira (9). (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO