Sorocaba e Região

Casal de Boituva procura pássaro de estimação que está desaparecido

A ave atende pelo nome de Tiquinho e vivia solto com o casal de médicos há 12 anos
Adriana resgatou Tiquinho ainda filhote e está com ele há 12 anos. Crédito da foto: Divulgação

Todos os dias encontramos nas redes sociais anúncios de tutores procurando por seus animais de estimação desaparecidos. Alguns donos chegam a, inclusive, oferecer recompensas por informações sobre o paradeiro do animalzinho.

Foi justamente isso que aconteceu em Boituva, na Região Metropolitana de Sorocaba. Mas com um porém: diferente da maioria das situações, onde os procurados são cachorros ou gatos, o desaparecido é um pássaro.

Tiquinho é um sanhaço-cinzento que vive há 12 anos com o casal de médicos Adriana e Ricardo Vanzetto. A ave desapareceu no dia 28 de agosto, no bairro Boituville.

Leia mais  Cão se torna 'gerente' e mascote de loja de motos em Sorocaba

 

Segundo o casal, o pássaro vivia solto, fora da gaiola, nunca teve suas asas cortadas. Por isso, seu sumiço repentino preocupa a dupla.

Adriana afirma que a ave foi resgatada por ela ainda filhote. Foi cuidada para que pudesse ir embora assim que desejasse, mas que isso nunca aconteceu. “O Tiquinho foi encontrado depois de cair de seu ninho, e eu comecei a alimentá-lo com ração. Assim como outros pássaros que apareceram em minha casa. A diferença é que os outros voaram. O Tiquinho, mesmo tendo a chance, ficou conosco por 12 anos”, diz.

A ave procurada atende pelo nome de Tiquinho e é cego do olho esquerdo. Crédito da foto: Divulgação

A médica também conta que no dia do sumiço do pássaro ela e seu marido estavam fora de casa. Por isso, não puderam chamá-lo imediatamente, como acontece na maioria das vezes.

A sua preocupação é que ele esteja perdido. “Ele é muito apegado a mim. Por isso, nas poucas vezes que voou para a casa do vizinho, ou uma parte diferente da casa, ele ‘chamava’ e eu ia buscá-lo. Ou então era só eu assoviar e ele vinha até mim. O meu medo é ele ter ido longe e não conseguir voltar, estar perdido”.

Apelo nas mídias sociais

Foi por isso que Ricardo decidiu fazer um apelo nas redes sociais no domingo (1). Ele ofereceu uma recompensa a quem trouxer o passarinho para casa.

Na publicação, uma foto do pássaro e dois detalhes que o diferenciam dos demais. Ele atende pelo nome de Tiquinho e é cego do olho esquerdo.

Por enquanto, o casal segue sem informações, mas não perde a esperança de encontrar a ave de estimação. “Eu só quero ter a certeza de que ele está bem, que não está preso em uma gaiola. Não quero que sofra, nem que esteja perdido. Mas se ele estiver lá fora e bem, tudo bem, eu só preciso saber”, desabafa Adriana.

Se você viu Tiquinho, ou sabe onde ele pode estar, entre em contato com o casal pelo e-mail dricavanzetto@uol.com.br. (Nicole Bonentti)

Comentários

CLASSICRUZEIRO