fbpx
Casa de Papel Sorocaba e Região

Casa de Papel: ex-servidora Tatiane Polis depõe na Delegacia Seccional

Polícia Civil quer saber sobre possíveis movimentações financeiras envolvendo a ex-comissionada
A ex-servidora Tatiane Polis e o seu advogado Márcio Leme. Crédito da Foto: Erick Pinheiro (3/7/2019)

A ex-servidora comissionada da Prefeitura de Sorocaba, Tatiane Polis, prestou depoimento nesta quarta-feira (3) no âmbito da investigação da operação Casa de Papel. O depoimento ocorreu na Delegacia Seccional de Sorocaba e durou cerca de 40 minutos.

Leia mais  Casa de Papel: Prefeito José Crespo torna-se formalmente investigado

 

Tatiane Polis não falou com a imprensa. O advogado Murilo Raszl Cortez, que faz parte da defesa da ex-servidora, afirmou que o depoimento foi no sentido de se saber sobre possíveis movimentações financeiras envolvendo Tatiane Polis — o que, segundo o advogado, foi negado. “Foi muito tranquilo e muito rápido. Restou tudo esclarecido”, afirmou.

Tatiane Polis já prestou depoimento em outro inquérito, o que investiga a situação de seu voluntariado na Prefeitura de Sorocaba. “Entendemos que as coisas estão esclarecidas, na verdade. Entendo que nem haveria necessidade disso — do depoimento. Mas a critério da autoridade, nós estivemos presentes para eventualmente esclarecer alguma dúvida”, acrescentou. Tatiane Polis foi ouvida pelo delegado Felipe Orosco.

A operação Casa de Papel foi deflagrada em 8 de abril, com participação da Polícia Civil, Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) e Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP). Três secretarias da Prefeitura de Sorocaba foram citadas na investigação — Comunicação, Licitações e Cultura. Logo após a operação ser deflagrada, dois secretários municipais foram exonerados e um se mantém afastado. (Marcel Scinocca)

Comentários

CLASSICRUZEIRO