Sorocaba e Região

Campanha alerta sobre os riscos das hepatites virais

Ação no Poupatempo incluiu 344 testes; haverá outra no dia 27
Campanha alerta sobre os riscos das hepatites virais
Ontem, dos 344 testes realizados, um deles resultou positivo para hepatite C. Crédito da foto: Emidio Marques

Para conscientizar a população sobre a importância da prevenção contra as hepatites virais, a Secretaria Municipal da Saúde (SES), iniciou ontem a campanha Julho Amarelo, com testes rápidos promovidos pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), no Poupatempo. O foco é a hepatite C, considerada uma das mais graves, mas que tem cura, a intenção da campanha é atingir o público acima dos 40 anos de idade, e especialmente quem não tem condições de ir às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e CTA de segunda a sexta-feira. Ontem, dos 344 testes realizados, um deles resultou positivo para hepatite C. Outra ação, também no Poupatempo, está prevista para o dia 27 deste mês.

A enfermeira Helena Ferreira Solla, coordenadora do programa municipal de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e hepatites virais, destaca que a hepatite C é doença silenciosa, podendo levar décadas até que os sintomas apareçam, evoluir para cirrose, câncer de fígado e até matar. O contágio da hepatite C, segundo Helena, se dá por meio de compartilhamento de materiais cortantes, sem o devido cuidado de esterilização. Dependendo da dimensão do estrago provocado pelo vírus, o paciente poderá ter outros problemas de saúde, e em muitos casos necessitar do transplante de fígado, ou por conta de cirrose ou câncer no referido órgão.

Leia mais  Mulher é levada à Santa Casa de São Roque após acidente na Castelo Branco
Campanha alerta sobre os riscos das hepatites virais
Helena: doença silenciosa. Crédito da foto: Emidio Marques

Durante a ação de ontem, a enfermeira Helena observou que muitas pessoas nem sabem o que é hepatite, e que muitos argumentam terem feito hemograma e não ter acusado nada. Ela orienta que peçam ao médico para fazer o exame, que vale também para as DSTs.

Ontem, no Poupatempo, também foram realizados testes para hepatite B, cujo tratamento é mais complexo. Transmitida por relação sexual sem preservativo, para a hepatite B existe vacina. Em crianças as doses são aplicadas ao nascer, e porteriormente aos dois, quatro e seis meses de vida. Para os adultos o protocolo indica três doses, com espaços de dois meses para cada uma.

Campanha alerta sobre os riscos das hepatites virais
Sílvia elogiou a atividade. Crédito da foto: Emidio Marques

Sílvia Regina Ferrari Paluan de Souza, da comissão da Fundação Rotária para os anos 2019/2020, e do Rotary Clube de Sorocaba Novas Gerações, foi até o Poupatempo para viabilizar a ação para o clube de serviço, fez o teste e elogiou a atividade.

Leia mais  Após prisão de secretário, Prefeitura de Araçariguama fará apuração interna

Mais ações

Helena informou que haverá uma tenda montada no Paço Municipal, durante a realização da Aerofest, no dia 21, e que no dia 27 a ação retorna para o Poupatempo. Além disso, na semana do dia 22 cada uma das UBSs fará campanha em sua área de abrangência. No ano passado, Sorocaba registrou 173 casos da hepatite B e 38 da C em pessoas que moram na cidade. O SUS oferece tratamento para todos os tipos de hepatite, independentemente do grau de lesão do fígado. (Adriane Mendes)

Comentários

CLASSICRUZEIRO