Sorocaba e Região

Burocracia atrasa o funcionamento da nova radioterapia na Santa Casa de Sorocaba

Publicação no Diário Oficial sobre reforma no sistema de refrigeração é necessária
Burocracia atrasa nova radioterapia
O equipamento já está instalado. Adequação do prédio é exigida para o funcionamento. Crédito da foto: Ministério da Saúde / Reprodução (26/12/2018)

O novo aparelho de radioterapia por cobalto da Santa Casa de Sorocaba ainda não tem data definida para começar a operar. No dia 27 de maio, quando esteve em Sorocaba, o ministro da Saúde, Luís Henrique Mandetta, assegurou que os trâmites burocráticos para o funcionamento do equipamento seriam finalizados até o final daquele mês. O que ainda impede tal resultado é uma pequena adequação no sistema de refrigeração da casamata (o prédio que abriga o aparelho) e, para que isso ocorra, é necessária uma publicação no Diário Oficial da União autorizando que a empreiteira Intus — responsável pelas obras na casamata — faça os reparos. O Ministério da Saúde foi questionado sobre a situação, mas não enviou respostas até o fechamento desta edição.

A publicação, segundo o presidente do Conselho de Administração da Santa Casa, padre Flávio Jorge Miguel Júnior, deve ocorrer ainda nesta semana. Segundo o padre, o ministro cumpriu com sua promessa e deu andamento ao processo para a publicação, porém, por conta da grande demanda de publicações no Diário Oficial da União, há morosidade. “Sobre o acelerador linear, não é um problema da Santa Casa e sim do Ministério da Saúde, mas o ministro se comprometeu a providenciar as adequações e em breve poderemos ampliar os atendimentos”, disse o presidente do hospital.

A radioterapia por cobalto, lembra padre Flávio, funciona normalmente, atendendo os 48 municípios da Região Metropolitana de Sorocaba, conforme agenda da Rede Hebe Camargo. Ele lembra que a publicação da homologação pelo governo federal é o último entrave para o setor entrar em funcionamento, visto que a estrutura da casamata e tudo que era de responsabilidade de elaboração do hospital já estão prontos.

O primeiro prazo de funcionamento do aparelho de radioterapia era fevereiro; porém, em abril esse defeito no sistema de refrigeração no prédio que abriga o equipamento fez o prazo se estender mais uma vez. O Ministério da Saúde, então, informou que a inauguração estava prevista para o dia 23 de maio. No dia 13 de maio, durante sessão extraordinária na Câmara de Sorocaba, o responsável pela Santa Casa descartou o prazo. Durante a visita do ministro, eles estabeleceu que a publicação ocorreria ainda em maio e dessa forma o aparelho deveria estar em funcionamento na primeira quinzena deste mês. (Larissa Pessoa)

Leia mais  Tecnologia para idosos na Unimed nesta sexta-feira, dia 19
Comentários

CLASSICRUZEIRO