Covid-19 Sorocaba e Região

Bom Prato passa a oferecer refeições apenas para viagem em Sorocaba

Restaurante fará orientação sobre a importância do distanciamento para os que aguardam na fila.
Diariamente são oferecidas 1.600 refeições, sendo 300 cafés da manhã, servidos das 7h às 9h, e 1.300 almoços, distribuídos entre 10h e 15h. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (26/3/2020)

Para evitar aglomerações, o restaurante Bom Prato de Sorocaba, localizado no Jardim Faculdade, passou a disponibilizar as refeições apenas para viagem. As filas formadas em frente ao local, entretanto, podem oferecer risco, principalmente aos idosos e outras pessoas que integram o grupo de risco. O Centro Social São Camilo, que gerencia o restaurante, informou que por ser uma situação nova, está se adaptando e nesta sexta-feira (27) fará orientação sobre a importância do distanciamento para os que aguardam na fila.

De acordo com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, durante a pandemia de covid-19 o programa está atendendo prioritariamente pessoas em situação de vulnerabilidade social e a realiza a distribuição de refeições prontas em embalagens descartáveis para consumo em domicílio. Sobre as filas, a nutricionista da unidade Sorocaba, Luciana da Silva Rocha, disse que as pessoas aguardam ao lado de fora e uma a uma é liberada para retirar o marmitex.

Luciana conta que a distribuição tem acontecido bem rapidamente, mas muitas pessoas chegam antes e ficam aguardando na fila. “É um formato de servir que nunca experimentamos, então estamos melhorando a cada dia e seguimos preocupados com o bem-estar de cada um. Amanhã (hoje) faremos esse monitoramento também na fila”, afirmou.

Movimento

Diariamente são oferecidas 1.600 refeições, sendo 300 cafés da manhã, servidos das 7h às 9h, e 1.300 almoços, distribuídos entre 10h e 15h. A nutricionista contou, entretanto, que na terça-feira e na quarta-feira caiu bastante a quantidade de pessoas indo até o restaurante. “Muitos jovens vinham e falavam que levariam para os avós, algumas pessoas levaram dois, três marmitex. Nesta quinta-feira voltou a ter mais movimento e por isso vamos reforçar os cuidados por conta da pandemia”, contou.

As pessoas aguardam ao lado de fora e uma a uma é liberada para retirar o marmitex. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (26/3/2020)

De acordo com Célia Parnes, secretária estadual de Desenvolvimento Social, o novo formato de servir as refeições para comer em casa garante a continuidade do serviço voltado a população mais vulnerável priorizando a segurança. “Esta e outras medidas da pasta social estão sendo anunciadas como parte dos esforços de combate ao coronavírus”, comenta.

Conforme Luciana, até o momento as refeições estão sendo servidas em embalagens de isopor, sem talheres. “Agora recebemos autorização para compra de talheres descartáveis e as pessoas e situação de rua que procuram o Bom Prato serão orientadas a não descartar as embalagens nas calçadas”, frisou.

O programa

O Bom Prato é um programa do Governo do Estado e existe há 20 anos com o objetivo de oferecer à população refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível.

A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). O subsídio governamental é de R$ 4,70 para adultos e de R$ 5,70 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.

Já o café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média.

Comentários