fbpx
Sorocaba e Região

Ausência de BOs prejudica prisão de suspeito de roubos em Araçoiaba

Rapaz teria confessados os crimes, mas ficou preso apenas por posse ilegal de arma de fogo
O suspeito foi preso no domingo após denúncias anônimas. Foto: Divulgação / GCM de Araçoiaba da Serra

Após o jornal Cruzeiro do Sul denunciar, no domingo, a onda de violência que vem tirando o sossego dos moradores de Araçoiaba da Serra, a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal se uniram para agir, conseguindo prender, na mesma data, um homem que teria admitido a autoria de quatro assaltos ao comércio entre dezembro passado e o corrente mês. Entretanto, segundo o comandante da GCM local, José Geraldo Patrício, a prisão de Sérgio Francisco Cardoso Júnior, 20 anos, foi apenas por posse ilegal de arma de fogo e que, mesmo ele tendo confessado os quatro roubos, talvez nem responda por eles, uma vez que as vítimas não registraram boletim de ocorrência (BO).Os comandos justificam que toda ação policial é desencadeada por dados estatísticos, mas que as vítimas não têm feito os registros. Nesta segunda-feira (28) a Polícia Militar reforçou o policiamento desde as primeiras horas do dia até a madrugada de hoje.

Segundo o GCM Patrício, a elaboração do BO também é importante para a obtenção de mais informações quanto aos autores, como por exemplo suas características físicas, suas formas de ação, e veículos utilizados.

A capitão Cristiane Ribeiro Sampaio Brísida, oficial da Seção de Comunicação Social do 40º Batalhão da Polícia Militar de Votorantim, que abrange o município de Araçoiaba da Serra, admitiu ontem ter tomado conhecimento dos constantes crimes contra o patrimônio após o problema ser exposto pelo jornal Cruzeiro do Sul no domingo.

Conforme destacou a oficial, os casos de que se tinham conhecimento até então não demandavam alteração no planejamento do policiamento ostensivo, mas que diante de tais constatações, medidas já foram tomadas. A capitão Cristiane reforça também o pedido para que a população não se omita, e que as vítimas formalizem os casos, “uma vez que trabalhamos com base nos dados estatísticos”.

Ela disse que a resistência em fazer BO é comum em cidades cuja área rural é grande, pela dificuldade de locomoção das vítimas. Mas que, mesmo assim, é importante registrar as ocorrências, bem como participar das reuniões dos Conselhos de Segurança (Conseg), onde os problemas são encaminhados às autoridades competentes.

Prisão

Por meio de denúncias anônimas, equipe da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) chegou até Sérgio Francisco Cardoso Júnior no domingo, quando o mesmo deixava uma residência na área central em companhia de uma mulher. Ele tentou fugir para um matagal, mas foi detido e teria então confessado os assaltos e o local, no bairro Jundiacanga, onde estava a moto Honda Fan preta, utilizada por ele nos crimes. O veículo foi apreendido no local indicado, e numa construção, no bairro Campo do Meio, foi apreendida uma garrucha calibre 22 com numeração suprimida, além de uma touca balaclava e dois cartuchos intactos do mesmo calibre.

Comentários

CLASSICRUZEIRO