Sorocaba e Região

Aulas são retomadas em Araçariguama após estragos da enchente

Apenas na unidade do bairro Santaella, afetado pelo alagamento, o retorno foi adiado por mais dois dias
Moradores ficaram ilhados no bairro Santaella e foram resgatados com barcos e botes. Crédito da foto: Alexandre Vitor / iClick Press / Cortesia

As aulas da rede municipal foram retomadas nesta segunda-feira (17) em 20 unidades de Araçariguama, na Região Metropolitana de Sorocaba. O ensino havia sido suspenso na semana passada por conta dos estragos da chuva na cidade, que incluíram deslizamentos e o pior alagamento da história no bairro Santaella.

Segundo a Secretaria de Educação, voltam a funcionar hoje 18 Unidades de Escolarização e duas Unidades de Educação não Formal. Apenas na escola municipal Rosalina Silvenstrin Bonifácio, no bairro Santaella, o retorno foi adiado preventivamente para quarta-feira (19) pois o prédio ainda passa por limpeza e recuperação.

As aulas haviam sido suspensas por quatro dias por meio de um decreto municipal que declarou situação de emergência na cidade. Além das unidades alagadas, a decisão levou em conta as condições das estradas após a chuva, que impediriam o acesso dos estudantes que dependem do transporte escolar.

Risco de contaminação

A Secretaria de Saúde de Araçariguama divulgou um alerta a moradores, voluntários e colaboradores que tiveram contato com água e lama do rio Tietê durante o alagamento. O órgão orienta essas pessoas a procurarem o Ambulatório Municipal de Especialidades (AME) com a carteira de vacinação para agendamento de avaliação.

Nível do rio Tietê subiu quatro metros acima do normal. Crédito da foto: Divulgação

Segundo a pasta, a medida se faz necessária pois a água contaminada pode causar infecções graves, como, hepatites virais dos tipos A, B e C, leptospirose, febre amarela, dengue e outras doenças de pele. “Salientamos que todos que tiveram contato com a água de alguma forma devem ser avaliados e vacinados”, informou.

Doações e recursos

A Prefeitura de Araçariguama ainda está recebendo doações para ajudar as famílias atingidas pelo alagamento. Colchões, roupas, alimentos, produtos de limpeza e higiene, ração, água potável, luvas, botas, panos de chão e mantimentos em geral estão sendo aceitos e a entrega está sendo realizada no Ginásio dos Campeões.

A entrega dos donativos já começou no bairro Santaella. O trabalho está sendo realizado por representantes da Prefeitura, entidades sociais e voluntários. A administração também montou um Comitê de Emergência envolvendo vários órgãos e o grupo tem estudado medidas paliativas e preventivas contra novas enchentes.

O governo estadual informou que liberou R$ 20 milhões em recursos emergenciais para as cidades paulistas atingidas pelas fortes chuvas, incluindo Araçariguama. Há também o plano de construção de novos piscinões na Capital e Região Metropolitana de São Paulo para evitar novos alagamentos.

As doações arrecadadas para auxiliar as vítimas afetadas pelas fortes e intensas chuvas dos últimos dias no município…

Publicado por Prefeitura de Araçariguama em Quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Moradores ilhados

Ao todo, 12 bairros foram afetados pelos estragos da chuva em Araçariguama. Porém, o caso mais grave foi no Santaella, onde mais de 100 pessoas ficaram ilhadas após a cheia do rio Tietê, que margeia o bairro. Um homem de 36 anos foi encontrado morto após supostamente ter sido arrastado pela enxurrada.

Botes e barcos foram usados no resgate das famílias e também para o envio de alimentos e água potável. As vítimas passaram por atendimento médico e foram abrigadas temporariamente no Ginásio dos Campeões. O trabalho prossegue com a limpeza dos imóveis e os moradores tentam retomar a rotina.

A água invadiu casas e encobriu veículos. Crédito da foto: Alexandre Vitor / iClick Press / Cortesia

Pior alagamento da história

A enchente no bairro Santaella foi classificada pela Prefeitura de Araçariguama como a pior já registrada no local.  Segundo a administração municipal, não há nenhum registro de alagamento desse nível na história da cidade. O rio Tietê teve uma elevação de aproximadamente quatro metros acima do normal.

A cheia foi devido às chuvas que atingiram a Capital paulista e a região de Sorocaba no início da semana passada. Em Araçariguama, conforme a Prefeitura, choveu cerca de 130 milímetros entre a noite do dia 10 e o dia 11. Em Sorocaba, em 10 dias foi registrado um volume de chuva maior do que a média para todo o mês de fevereiro.

Comentários