Covid-19 Sorocaba e Região

Araçoiaba da Serra proíbe abertura de supermercado aos fins de semana

A lista também inclui padarias e lojas de conveniência; objetivo é enfrentar a pandemia do novo coronavírus
Abras denuncia preços abusivos de fornecedores
Carrinho de supermercado. Crédito da foto: Pxhere (8/3/2017)

Supermercados, padarias e lojas de conveniência em Araçoiaba da Serra, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), não poderão mais funcionar aos fins de semana. Os objetivos dessa medida são o combate às aglomerações e o reforço ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

As regras foram instituídas pelo decreto municipal publicado nesta terça-feira (30). Ele dispõe sobre o retrocesso do município para a fase vermelha do Plano São Paulo.

O documento considera que Araçoiaba da Serra “recebe público itinerante aos finais de semana e feriados para ocupar chácaras de recreio, causando aglomerações nos estabelecimentos comerciais do município”. Por isso, aos sábados e domingos, poderão permanecer abertos somente farmácias e drogarias, postos de combustíveis (funcionamento exclusivamente das bombas de combustíveis), depósito de gás de cozinha e serviços de saúde para atendimentos de urgência e emergência, incluindo clinicas veterinárias.

O decreto relembra que a cidade não possui leitos hospitalares, sendo 100% dependente de leitos do Estado, e leva em conta o “aumento exponencial de casos confirmados de Covid-19 no município” para decretar o fechamento geral das atividades de comércio e de prestação de serviços nos sábados, domingos e feriados. Medidas semelhantes já foram adotadas em outras três cidades da Região Metropolitana de Sorocaba: Araçariguama, Salto de Pirapora e Tatuí.

Casos de Covid-19

Conforme o boletim epidemiológico desta terça-feira (30), Araçoiaba da Serra tinha 91 casos confirmados do novo coronavírus, com 71 pacientes recuperados, 15 em isolamento social e dois hospitalizados.

 

Três pessoas morreram pela doença na cidade. Os casos suspeitos são quatro, com um paciente hospitalizado. Há, ainda, 161 casos e um óbito descartados. (Da Redação)

Comentários