Sorocaba e Região

Após pagamento de salários, acaba greve nos Caps

Unidades mantidas pela APGP vinham atendendo apenas aos casos de urgência e emergência
Após pagamento de salários, acaba greve nos Caps
Unidades mantidas pela APGP vinham atendendo apenas urgência e emergência. Crédito da foto: Emidio Marques

O pagamento de salários efetuado nesta sexta-feira (12) pela Associação Paulista de Gestão Pública (APGP), deu fim à greve dos funcionários dos dois Centros de Atenção Psicossocial de Sorocaba (Caps) mantidos pela empresa, e que desde a manhã de quinta-feira (11) vinham atendendo apenas os casos de urgência e emergência. As duas unidades, a Viver em Liberdade, no Jardim Prestes de Barros e a Arte do Encontro, da Vila Progresso, têm, no total, cerca de dois mil pacientes cadastrados.

Leia mais  Funcionários de RTs e Caps de Sorocaba ainda não receberam o 13º salário

 

Entretanto, apesar do pagamento ter sido efetuado, os funcionários também reclamam de que a APGP não estaria recolhendo fundo de garantia (FGTS) e os valores previdenciários (INSS). O presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Sorocaba e Região (Sinsaúde), Milton Sanchez, disse ontem que a paralisação terminou por conta do dinheiro ter caído na conta, mas que as demais questões serão analisadas.

Ele disse também que, como presidente do Conselho Municipal de Saúde de Sorocaba, na segunda-feira começará a visitar as 15 casas terapêuticas também mantidas pela APGP, a fim de apurar as denúncias de que estariam inclusive faltando alimentos. (Da Redação)

Comentários