fbpx
Sorocaba e Região

Aplicativo da Zona Azul em Sorocaba fica disponível para Android

A versão para iOS está em testes e deve ir ao ar ainda nesta semana
Aplicativo está sendo lançado com um mês de atraso. Foto: Fábio Rogério

Com meses de atraso, o aplicativo Zona Azul Digital finalmente já está disponível para smartphones com sistema Android e pode ser baixado na Play Store. Já a versão para iOS está em testes e deve ir ao ar ainda nesta semana. O secretário de Mobilidade e Acessibilidade e presidente da Urbes – Trânsito e Transporte, Luiz Alberto Fioravante, confirmou o lançamento da ferramenta, que possibilita a compra de créditos para uso de vagas de estacionamento rotativo na região central da cidade.

No dia 22 de novembro, em coletiva de imprensa, Fioravante anunciou o lançamento do app para o dia 3 de dezembro. Passado o prazo, a Urbes informou que a ferramenta ainda não estava no ar “por questões de ordem técnica”, prometendo que o app entraria em operação ainda em 2018, o que não ocorreu.

Leia mais  Adiado o lançamento do aplicativo da Zona Azul em Sorocaba

 

Durante a manhã desta quarta-feira (02) Fioravante explicou que na última semana de dezembro o app estava sendo checado para entrar no ar pelo sistema iOS, mas por conta das festas de fim de ano a Apple interrompeu as atividades e por isso não foi possível iniciar a operação no ano passado. “Para Android já está no ar e atende 95% da população. Já iOS, que é mais criterioso, os testes devem acabar nesta semana e imediatamente já estará disponível para os usuários. Ainda não divulgamos oficialmente porque queremos estar com 100% de funcionamento”, afirmou.

Facilidade

O aplicativo possibilita que o cidadão compre créditos de estacionamento rotativo e também consulte os pontos de venda de talão, as vias que contam com vagas de estacionamento rotativo e outras informações sobre a Zona Azul. Para acessar o app, Segundo a TI.Mob — empresa que desenvolveu o app — é necessário fazer um cadastro fornecendo nome completo, CPF, placa do carro e também informações sobre o cartão de crédito.

O aplicativo pode ser encontrado procurando por “sorocaba zona azul digital” na Play Store. Foto: Reprodução

A TI.Mob também é a responsável por desenvolver uma plataforma de fiscalização, que será utilizada pelos agentes de trânsito. Ao avistar um carro ocupando uma vaga de Zona Azul, segundo a Urbes, primeiramente o agente procurará o cartão convencional no carro. Caso não encontre, através da placa do carro ele poderá consultar no smartphone se o proprietário do veículo comprou os créditos e está utilizando de acordo. Toda a plataforma — de usuário e de fiscalização — custa ao município, anualmente, R$ 60 mil.

Talões mantidos

Embora com o aplicativo seja possível comprar créditos para usar as vagas de zona azul, os talões continuarão sendo vendidos nos mais de 100 estabelecimentos credenciados pela Urbes  Trânsito e Transportes. Os preços, segundo Fioravante, serão mantidos. A hora custa R$ 1,50. Através do app, o motorista poderá cadastrar vários veículos e terá a possibilidade de comprar a partir de 10 horas de crédito, ao custo de R$ 15. Os créditos, segundo o secretário, não expiram.

O uso das vagas da zona azul continuará seguindo a mesma regra, de acordo com o presidente da Urbes. É obrigatório usar o talão ou acionar a vaga através do app de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e sábado, das 9h às 13h. O crédito é válido por uma hora, podendo ser utilizados até dois créditos de uma hora, de acordo com o prazo estabelecido nas placas de sinalização.

De acordo com a Urbes, é importante que o munícipe esteja atento ao tempo máximo de permanência no local. Após o fim do prazo, o veículo deve ser retirado da vaga. Outra vantagem do app, destaca Fioravante, é que há a possibilidade de utilizar um alarme, que dispara dez minutos antes de vencer os créditos da vaga utilizada.

Comentários