fbpx
Sorocaba e Região

Aparecidinha se prepara para a romaria no próximo domingo

Evento, que acontece dia 14, mexe com comércio, moradores e comunidade católica do bairro
Aparecidinha se prepara para a romaria
São aguardados mais de 60 mil fiéis que visitarão o antigo (foto) e o novo santuário dedicado à santa. Crédito da foto: Fábio Rogério

 

Faltando uma semana para a tradicional Romaria de Aparecidinha no próximo domingo (14 de julho), os preparativos estão acelerados para a recepção aos romeiros. Membros da paróquia de Aparecidinha trabalharam ontem no preparo do recheio para 6 mil pastéis que serão vendidos a R$ 5,00 cada nos santuários antigo e novo do bairro — localizado na zona industrial de Sorocaba, às margens da Castelinho. Um grupo de jovens se reuniu no santuário antigo para discutir a organização da recepção aos romeiros e das urnas que receberão ofertas do público. Comerciantes e moradores calculam expectativas que variam entre otimismo e pessimismo.

O pessimismo ficou por conta do balconista de lanchonete Benigno Uchôa, de 44 anos, que ao menos ontem não soube fazer uma projeção se as vendas serão boas ou ruins. Disse que, devido à crise econômica, “o comércio está muito parado, não há previsão nem de compra nem de venda”. Sobre o que espera para o dia da romaria em termos de vendas, falou: “Estou esperando em Deus, quem sabe até sexta-feira isso mude.”

Leia mais  Rua Dr. Paula Souza será interditada neste domingo em Sorocaba
Aparecidinha se prepara para a romaria
Comerciantes e moradores calculam expectativas que variam entre otimismo e pessimismo. Crédito da foto: Fábio Rogério

 

Ao contrário de Uchôa, no comércio ao lado, no centro de Aparecidinha, Rafael Santos da Silva, de 23 anos, está otimista com a projeção de que deverá vender 3 a 4 mil espetinhos de sexta-feira até domingo. O movimento de público começa a crescer no bairro a partir de sexta-feira. Parte do público é atraída pelas missas que começam na quinta-feira e vão até sábado, sempre às 19h30, no santuário antigo.

Os espetinhos custam R$ 4,00 cada. Nos cálculos de Silva, a expectativa é vender 200 espetinhos na sexta-feira e 500 a 600 no sábado. Se essa previsão se concretizar, tudo indica a possibilidade de venda de 2 mil espetinhos no domingo, dia da romaria. Ele também vai reforçar o estoque de refrigerantes. A churrasqueira de espetinhos ficará em frente ao bar da família, mas também será organizado o atendimento: “Vamos fechar a frente, ampliar o espaço, criar ponto de entrada e de saída das pessoas.”

Aparecidinha se prepara para a romaria
Vitor vai montar um estacionamento. Crédito da foto: Fábio Rogério

Morador de uma casa próxima ao centro do bairro, Vitor Pedro de Oliveira, de 83 anos, vai alugar o espaço vazio do terreno com capacidade para abrigar até 10 carros. O estacionamento será cobrado em valores de R$ 30,00 a R$ 50,00 por veículo, dependendo do modelo. O banheiro da casa também estará à disposição dos donos dos veículos. Oliveira calcula que o faturamento será de R$ 500,00 a R$ 600,00: “Defender alguma coisa, o dinheiro do arroz e do feijão.”

Leia mais  Mortalidade infantil em Sorocaba tem índice menor que a média estadual

Paroquianos

O coordenador paroquial Marcelo Rodrigues da Silva, de 38 anos, trabalha com a projeção de que a romaria vai atrair um público de 60 mil pessoas. Ontem, sete integrantes do grupo de jovens “Eu sou do meu amado”, da Paróquia Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição Aparecida, se reuniu para discutir detalhes da recepção aos romeiros e da organização das urnas de ofertas.

Aparecidinha se prepara para a romaria
Grupo de jovens se reuniu ontem para tratar da recepção aos romeiros. Crédito da foto: Fábio Rogério

Um dos membros do grupo, o estudante Leonardo Maietto, de 19 anos, disse que a romaria “dá uma visibilidade muito grande para o bairro.” “O que eu mais gosto na romaria é ver a fé das pessoas”, afirmou Andressa Maria, de 14 anos. Entre os pontos positivos do evento, outro jovem do grupo, Felipe Moraes, de 23 anos, disse: “Justamente nessa época do ano a Prefeitura começa a fazer melhorias no bairro.” Moraes também se incomodou com a “sujeira” das ruas após o término do evento, que ele atribui aos efeitos do comércio ambulante, mas admitiu que a Prefeitura cuida de providenciar a limpeza após o término da festa religiosa. (Carlos Araújo)

Comentários