fbpx
Sorocaba e Região

Alunos de Araçoiaba da Serra ficam sem aulas por problemas em licitação no transporte

Segundo o vice-prefeito de Araçoiaba da Serra, João Mimi (PV), problema ocorreu por atraso no início do processo
Alunos de Araçoiaba da Serra ficam sem aula por problemas com licitação no transporte. Crédito da foto: Divulgação.

Por conta de problemas no processo licitatório do transporte escolar, alunos das escolas municipais do ensino fundamental, de 1º ao 9º ano, estão sem aulas em Araçoiaba da Serra, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). Segundo a Secretaria de Educação, as aulas devem ser retomadas na próxima segunda-feira (11).

Conforme informado pela prefeitura, em nota, a homologação da licitação após apreciação de recurso foi publicada no dia 29 de janeiro e a empresa vencedora foi convocada para assinar o contrato. O prazo se encerra nesta sexta-feira (8), conforme previsto no edital do processo licitatório.

De acordo com o edital da licitação — pregão presencial –, serão 12 veículos e mais dois carros reservas. Eles percorrerão cerca de 1.418 quilômetros diariamente pelos bairros: Araçoiabinha, Jundiaquara, Aquarius, Colégio, Monte Líbano, Monte Bianco, Bosque dos Eucaliptos, Recanto Ipanema do Meio, Judiacanga, Campo do Meio, Cercado, Aparecida, Camapuã, Estrada Dr. Celso Charuri e Mirantes de Ipanema.

Leia mais  Escolas de samba de Sorocaba estudam 'Carnaval independente'

A licitação foi vencida pela empresa Scatena Agência de Viagens e Turismo Eireli, pelo valor de R$ 2.319.848,00, conforme divulgado na homologação do processo. A previsão é que sejam transportados 1.714 alunos até as escolas da cidade.

Segundo o vice-prefeito de Araçoiaba da Serra, João Mimi (PV), o problema ocorreu porque houve atraso no início do processo, que foi expedido em 27 de dezembro do ano passado. “Como ela foi feita em dezembro, não dá tempo mesmo. O tempo mínimo para a licitação ficar pronta é de 60 dias”, disse o vice.

Ainda conforme Mimi, no caso do processo de licitação para o transporte escolar, o pedido da licitação deveria ter sido feito, pelo menos, 90 dias antes do início do calendário escolar.

A prefeitura disse ainda, em nota, que as aulas da Educação Infantil: Creche, Pré-escola e Ensino Médio de escolas estaduais serão mantidas normalmente e que aulas do ensino fundamental serão repostas. O jornal Cruzeiro do Sul questionou a prefeitura sobre o número de alunos que ficaram sem aula, de quais escolas e quando as aulas serão repostas, mas não obteve resposta. (Da Redação)

Leia mais  Presidência da Câmara dá 24 horas para exoneração de assessores

 

 

Comentários