Sorocaba e Região

Alameda Reino Unido não tem luz há dois anos

Moradores reclamam da falta de segurança. CPFL diz que pedido para resolver problema está em análise
Alameda Reino Unido não tem luz há 2 anos
Moradores dizem que escuridão facilita atos de vandalismo e a atuação de criminosos. Crédito da foto: Fábio Rogério

Quem precisa trafegar pela alameda Reino Unido, no Alto da Boa Vista, é obrigado a enfrentar a falta de iluminação no trecho, que dá acesso ao Residencial Parque Serrano. Principalmente à noite, moradores da região relatam que a escuridão facilita a atuação de criminosos e que há dois anos eles aguardam a implantação de postes de iluminação.

Leia mais  Moradores convivem com o medo em pontos de escuridão

 

Segundo a Prefeitura de Sorocaba, o projeto de implantação de iluminação pública na via, de aproximadamente 600 metros, foi elaborado e encaminhado para aprovação da CPFL Piratininga. “Este serviço é objeto de medida mitigadora da Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade, no qual a empresa MRV Engenharia irá executar a implantação da iluminação pública na referida via”, informou em nota. De acordo com a Prefeitura, ainda é aguardado retorno quanto à aprovação do projeto pela concessionária de energia, a fim de que seja dado prosseguimento às ações junto à empresa interessada.

A CPFL Piratininga informou que ainda avalia a solicitação da Prefeitura de Sorocaba para a emissão de um orçamento referente à instalação de novos pontos de iluminação pública no local. “A distribuidora reforça que o processo está em conformidade com o prazo regulatório definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)”, informou em nota. Já a MRV Engenharia afirma que “entrará em contato com os órgãos responsáveis a fim de buscar soluções referentes a iluminação pública do local”.

Rogério Antunes Piazzi é morador do Residencial Parque Serrano, que fica atrás do Parque Natural Chico Mendes. Ele relata que desde a liberação do condomínio, há dois anos, várias solicitações foram encaminhadas à Prefeitura de Sorocaba com o intuito de resolver o problema de fornecimento de energia pública para o trecho e nenhuma dessa solicitações foram atendidas até o momento. “Pagamos alto pelo fornecimento de energia pública e os administradores municipais não se preocupam com a população”, reclama.

O morador conta que o percurso até a portaria do condomínio é bastante extenso quando percorrido a pé e as pessoas se sentem em perigo. “É também repleto de árvores, que junto com a escuridão, facilitam atos de vandalismo e pratica de roubos e furtos”, conta Rogério. (Da Redação)

Comentários