fbpx
Sorocaba e Região

Acusado de espancar vigilante durante roubo em Salto de Pirapora é preso

Último integrante do grupo acusado de participar do crime foi detido em Votorantim
As primeiras prisões foram realizadas pela Polícia Civil, nos bairros Itapeva e Jardim Europa. Crédito da foto: Divulgação

O último integrante do grupo acusado de participar do roubo a uma empresa de cimento em Salto de Pirapora foi preso na noite desta quarta-feira (09). O suspeito, de 30 anos, é apontado pela investigação como o responsável por agredir o vigilante durante o crime. A vítima, de 59 anos, ficou gravemente ferida.

O homem foi detido pela Polícia Militar de Votorantim em uma praça do Jardim Serrano, por volta das 21h30, durante patrulhamento pelo bairro. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Salto de Pirapora, onde foi interrogado. Porém, conforme a Polícia Civil, ele negou participação no crime.

Leia mais  Corregedoria vai apurar prisão de advogado por delegado em Tatuí

 

O suspeito, de 30 anos, teve a prisão preventiva decretada e estava foragido há 14 dias. Ele foi autuado por tentativa de latrocínio e corrupção de menor e levado até o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba, no bairro Aparecidinha.

Primeiras prisões

Outros quatro acusados de participação do crime já haviam sido detidos em Votorantim. Um homem, de 33 anos, e uma mulher, de 18, foram presos e um adolescente de 17 anos foi apreendido no dia 26 de setembro, no bairro Itapeva. O quarto integrante foi localizado dois dias depois, no Jardim Europa.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos admitiram a participação no roubo, mas negaram que tenham espancado o vigilante. Os detidos apontaram o homem de 30 anos, que estava foragido, como responsável pelas agressões.

Ao todo, foram identificados cinco participantes do crime. Crédito da foto: Divulgação (26/09/2019)

Investigação

Conforme a Polícia Civil, a investigação chegou à quadrilha após a identificação de um anúncio da venda de um drone na internet. O equipamento, que seria um dos objetos levados durante o roubo, estava com o preço abaixo do mercado.

Os policiais se passaram por compradores e combinaram de retirar o drone na quarta-feira (25 de setembro), no Centro de Salto de Pirapora. O homem que estava vendendo o equipamento foi preso em flagrante por receptação.

Após a ação, os policiais identificaram o primeiro acusado da quadrilha e foram até o seu endereço, em Votorantim. No mesmo bairro, detiveram a jovem e o adolescente que também são acusados de participar do crime.

Os presos prestaram depoimento na Delegacia de Salto de Pirapora. Crédito da foto: Divulgação (26/09/2019)

O roubo

O roubo ocorreu no dia 19 de setembro, na empresa que fica na estrada João Guimarães, na zona rural de Salto de Pirapora. Funcionários terceirizados do local perceberam o crime depois de encontrarem o vigilante caído, com ferimentos graves, em frente à empresa.

O vigilante foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Sorocaba, onde respirava com ajuda de aparelhos. Ele teve fraturas na face, ferimentos no olho esquerdo e uma hemorragia interna.

Conforme o boletim de ocorrência, os criminosos levaram 20 metros de fios de cobre, o celular da vítima, um drone avaliado em R$ 30 mil e um bastão de ponto. Cadeados da empresa foram estourados e houve danos no veículo usado pelo vigilante.

O roubo ocorreu em uma empresa na rodovia João Guimarães. Crédito da foto: Reprodução / Google Street View

Estado de saúde

De acordo com informações da polícia, o vigilante segue em coma. Ele continua internado no Hospital Regional de Sorocaba. A unidade informou que não teve autorização da família para divulgar detalhes sobre seu estado de saúde.

Comentários