Buscar no Cruzeiro

Buscar

Ações de solidariedade crescem na crise

17 de Abril de 2021 às 00:01
Marina Bufon [email protected]

Ações de solidariedade crescem na crise Com um mês de campanha, 270 cestas básicas foram entregues e 1.350 pessoas beneficiadas. Crédito da foto: Reprodução / Rede Social

Com a continuidade da pandemia do coronavírus e a indecisão quanto à contenção da doença, o número de famílias que precisam de ajuda para sobrevivência básica aumentou muito. Em meio às notícias negativas, algumas iniciativas de pessoas comuns se destacam no caos.

É o caso de Alexandre Pereira, mais conhecido como Xan, morador há mais de 40 anos do bairro Ouro Fino, em Sorocaba. Junto com cerca de 25 amigos do futebol semanal, o chamado “Futebol de terça”, arrecadou alimentos para distribuir a comunidades carentes na cidade.

“Com o início da pandemia no ano passado, paramos de jogar futebol por conta das restrições. No WhatsApp, um amigo chamado Vinicius (Nito) comentou de fazermos arrecadação de cestas básicas para ajudar famílias necessitadas. Foi assim que surgiu a nossa ‘Ação do Bem do Futebol de Terça do Ouro Fino’”, iniciou.

Somente no primeiro dia, 60 cestas foram arrecadadas e, então, eles queriam mais e estenderam a ação para outros grupos, sem fins políticos ou partidários, apenas apostando na empatia e na solidariedade. Com um mês de campanha, 270 cestas foram entregues, com mais de três toneladas de alimentos e 1.350 pessoas atingidas, em sua maioria de três comunidades católicas: Paróquia Santa Maria Madalena (Ouro Fino), Nossa Senhora do Desterro (Jardim Simus) e São Judas Tadeu (Central Parque).

“Optamos por doar nessas paróquias por logística e para evitar aglomerações, já que elas têm cadastros das famílias que estão realmente precisando e fazem um acompanhamento”, explicou Xan.

Como a pandemia continuou e piorou em março de 2021, o grupo resolveu realizar uma nova ação, da mesma forma, com a meta de 500 cestas básicas, atingida em 20 dias e até ultrapassada (são 565 arrecadações). No total, foram mais de seis toneladas de alimentos e 2.700 pessoas beneficiadas.

“A receptividade foi grande, então a nossa pretensão é realizar outra ação em maio. Ainda estamos avaliando se vamos arrecadar novamente as cestas básicas ou se iremos partir para algo voltado para o inverno, como arrecadação de cobertores, roupas, leite etc. Achamos que uma pequena ação da nossa parte, em algum determinado momento, pode melhorar a vida de outras pessoas, mesmo que seja temporário”, avaliou.

Além disso, a iniciativa do “Futebol de Terça” acabou incentivando outras pessoas a fazerem o mesmo, como o grupo de futebol do Oratório Salesiano, também em busca de cestas básicas; arrecadação e entrega de marmitas a moradores de rua por parte de um amigo e a ideia de outra amiga de Alexandre, que resolveu receber doações como presente de aniversário para repassar ao próximo.

Mercado entra na onda

Alguns estabelecimentos sorocabanos também têm tentado contribuir. O supermercado ‘Passe Bem‘, na Avenida Nogueira Padilha, por exemplo, disponibilizou um espaço para doações.

“Quem teve a ideia foi a dona Aparecida, que é a proprietária aqui, no ano passado ainda. Era bem delicado, porque vinha bastante gente e fazíamos até cestas básicas para ajudar. Com o decorrer do tempo, disponibilizamos os alimentos na banca mesmo, porque é bastante gente necessitada”, contou Leila Rezende de Moura, fiscal de loja.

Segundo ela, os próprios moradores da região fazem as doações, que são, principalmente, de alimentos não perecíveis, como arroz, feijão e óleo, além de produtos de higiene pessoal.

Skincare do bem

Ações de solidariedade crescem na crise “Skincare do bem” promove a solidariedade e incentiva a autoestima. Crédito da foto: Divulgação

Virou moda o cuidado com a pele, chamado de “skincare”, em inglês, principalmente por conta das inúmeras blogueiras que divulgam produtos nas redes sociais. No entanto, a microempreendedora Mariana Rosa, criadora da “Mari Rosa Cosméticos Naturais”, realizou uma campanha que, além do autocuidado, também promove o bem.

“Depois de ver uma iniciativa de uma amiga no Instagram, fiquei pensando: o que posso fazer para ajudar? Foi daí que surgiu a ideia de realizar a troca da argila facial, um produto que tenho bastante saída, por um quilo de alimento. Quando você faz essa troca, parece haver um incentivo maior para doar alimentos. De pouquinho em pouquinho, vira um monte”, iniciou.

Mariana conta que, de 7 de abril (início da campanha) até 12 de abril, as 40 unidades de argila facial separadas inicialmente para a ação já estavam esgotadas, portanto, ela precisou disponibilizar mais. Até a última sexta-feira (16), foram quase 100 quilos de alimento arrecadados com a “Skincare do bem”.

“Fora os alimentos que recebi, duas coisas chamaram muito a minha atenção. Quando eu ia receber a doação, várias mulheres falavam que não estavam se cuidando devido à pandemia, então se esqueceram delas mesmas. Muitas resolveram cuidar de si mesmas, levamos autoestima para elas também. Outra foi a solidariedade das pessoas, que pegaram somente um sachê de argila e doavam mais do que um quilo de alimento, por exemplo”, finalizou.

Drive-Thru Solidário

Hoje (17) e amanhã (18), das 9h às 17h, a Associação de Profissionais de Eventos de Sorocaba e Região (Apesor) realiza o Drive-Thru Solídario, ação beneficente que tem como objetivo arrecadar alimentos para os profissionais da área. O setor de eventos tem enfrentado batalhas diárias para garantir o ganha-pão em meio a crise sanitária. Em razão da quarentena e dos protocolos de segurança estabelecidos para o combate ao novo coronavírus, esses profissionais - antes acostumados com apresentações e festas na região - agora se deparam com as dificuldades de manter seus sustentos diante as medidas de restrições do Plano São Paulo.

Quem puder colaborar pode ir até o Salão Donquiê e doar alimentos não perecíveis. O sistema de entrega é drive-thru, ou seja, a pessoa deixa a doação sem sair do veículo. Aqueles que não têm carro ou moto também doar, basta pedir para o supermercado entregar as compras no local ou deixar o endereço com os organizadores para que a equipe busque. Somente a doação de alimentos é permitida. O Salão Donquiê está situado na avenida Roberto Simonsen, Santa Rosália, número 450. (Marina Bufon)