Sorocaba e Região

Abaixo-assinado do MBL pressiona adesão ao Escolas cívico-militares

Documento com 1 mil assinaturas foi protocolado no Paço Municipal
Representantes do MBL protocolaram petição na manhã de sexta-feira (11). Crédito da foto: Divulgação

 

A coordenação local do Movimento Brasil Livre (MBL) liderou a articulação de um abaixo-assinado com 1 mil assinaturas pedindo a adesão de Sorocaba ao programa das escolas cívico-militares, do Ministério da Educação. O documento foi protocolado no Paço Municipal na manhã de sexta-feira (11), último dia para que os municípios se inscrevessem no programa.

Na véspera, integrantes do movimento intensificaram nas redes sociais a mobilização do abaixo-assinado junto aos seus simpatizantes, com intuito de “pressionar” a prefeita Jaqueline Coutinho (PDT) para aderir ao programa. “Vamos pressionar a prefeita que aparentemente não quer aderir a essa oportunidade única de melhorar a educação pública na rede municipal”.

O documento, realizado pelo site www.peticaopublica.com.br, reuniu 1 mil assinaturas de moradores de Sorocaba que endossaram o texto do MBL que argumenta que “o foco do programa é ter uma gestão de excelência com uma equipe híbrida, composta por civis e militares. O movimento acrescenta que, de acordo com o programa, “os militares atuarão na disciplina dos alunos, no fortalecimento de valores éticos e morais, e na área administrativa, no aprimoramento da infraestrutura e organização da escola e dos estudantes”.

Leia mais  Polícia prende quadrilha que vendia remédios de forma clandestina pela internet

Horas depois do MBL entregar o abaixo-assinado, a prefeitura confirmou a intenção de adesão do município ao programa do governo federal. O ofício foi encaminhado ao Ministério da Educação pela prefeita Jaqueline Coutinho. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO