Sorocaba e Região

‘1000 Mulheres’ vai capacitar empreendedoras da região

Programa é voltado para combater situação de vulnerabilidade social
‘1000 Mulheres’ vai capacitar empreendedoras da região
Lançamento do programa contou com autoridades e lotou o auditório da Fundação Ubaldino do Amaral. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (12/3/2020)

O Sebrae-SP, por meio do escritório regional em Sorocaba, lançou na manhã de ontem, o “Programa 1000 Mulheres, Construindo Negócios de Impacto Social”. O objetivo do projeto é capacitar 1,1 mil mulheres, gratuitamente, em situação de vulnerabilidade social, nos 27 municípios da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

O evento contou a com a participação de prefeitas, vice-prefeitas, primeiras-damas, secretários municipais, presidentes de ongs, coordenadores de Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), entre outras lideranças, representando os municípios da RMS, que deverão atuar como parceiros do programa.

Segundo o superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, o projeto é voltado para mulheres em situação de rua, idosas, imigrantes, indígenas, negras, pessoas com deficiência, refugiadas, transgêneros, vítimas de violência, dentre outras. “Precisamos da parceria das prefeituras, das entidades e demais órgãos que já atuam com essas mulheres para que a capacitação em empreendedorismo feminino chegue nas 27 cidades da RMS”, disse.

Leia mais  Infectados poderão ser presos caso não se isolem em Sorocaba

Já o gerente regional do Sebrae Sorocaba, Alexandre Martins, disse que o objetivo do Programa 1000 mulheres é promover a inclusão social e apresentar o empreendedorismo como opção de geração de trabalho e renda, transformando a vida daquelas que desejam ser protagonistas de sua própria história.

Durante o evento, o Sebrae-SP divulgou dados sobre o empreendedorismo feminino no Brasil. Segundo uma pesquisa do ano passado, 9,3 milhões de mulheres em todo o País estão a frente de empresas, o que representa 34% de todos os negócios.

‘1000 Mulheres’ vai capacitar empreendedoras da região
Superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, apresenta o projeto. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (12/3/2020)

Ainda conforme a pesquisa do Sebrae, as mulheres são 48% dos Microempreendedores Individuais (MEIs), e 45% das empreendedoras são chefes de família. Além disso, as mulheres empreendedoras têm nível de escolaridade 16% maior que os empreendedores.

Representando a prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, a presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS) da cidade, Jéssica Carvalho, disse que o programa vai ao encontro do pensamento da chefe do Executivo, que tem um olhar especial para as mulheres, sobretudo as em situação de vulnerabilidade social. “O programa é muito importante para reunir as entidades de Sorocaba que acolhem essas mulheres e dar a elas a oportunidade de transformar suas vidas por meio do empreendedorismo”, disse.

Leia mais  Mais cidades da Região Metropolitana de Sorocaba decretam emergência

Já a prefeita de Tatuí, Maria José Gonzaga (PSDB), afirma que a cidade vai aderir ao Programa 1.000 Mulheres do Sebrae-SP porque o município já promove diversas parcerias e projetos no sentido de promover o empreendedorismo. “Já temos um projeto de capacitação de mulheres por meio do Fundo Social do Município, com inúmeras atividades e cursos, em diversos bairros da cidade, e vamos ampliar ainda mais essa parceria para atingir ainda mais mulheres”, conta.

O evento foi realizado no auditório da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), mantenedora do jornal Cruzeiro do Sul, no Alto da Boa Vista, em Sorocaba. (Ana Cláudia Martins)

Comentários