Especial publicitário Uirapuru

O papel da escola na disseminação de cidadania

Colégio Uirapuru comemora 30 anos reafirmando a busca pela formação de cidadãos responsáveis

A vida de uma escola se eterniza através de exemplos vindos dos alunos. Alguns ainda estão na escola, outros que já alçaram voos e, muitos, retornam na busca de oferecer o que viveram para os seus filhos….agora, como pais de alunos. Nesses 30 anos do Uirapuru, muito do que se viveu dentro dos muros da escola se reflete na missão de muitos personagens importantes da cidade de Sorocaba, que fazem e contribuem para a história de uma sociedade baseada em princípios e valores éticos.

colegio uirapuru
Divulgação

O professor e jornalista Djalma Luiz Benette, o Deda, fala sobre o orgulho em ter feito parte da história do Colégio Uirapuru. Ele revela algumas experiências gratificantes ao ouvir relatos de ex-alunos, e, até mesmo, dos exemplos vividos em casa, ao lado das filhas, alunas do Colégio. “Nesses 30 anos de história, observo uma base sólida dos alunos que por aqui passaram. Esses dias me deparei com o recado de uma ex-aluna relembrando o dia que organizamos uma excursão ao extinto Cine Peduti. Lá, assistimos ao filme “Sociedade dos Poetas Mortos” (1989); ela assistiria novamente para trazer uma saudosa memória, gravada em sua vida. Em um reality show de culinária, assisti ao Márcio Meicken exibindo com maestria seus dotes culinários… mas muito mais do que isso, me orgulhei ao vê-lo conversar com tanto embasamento, raciocínio e argumentação. Fiquei emocionado ao ver minha caçula se sair bem em um debate, que teve início com o tema política e enveredou para o lado da estética. Me surpreendi com tanto conteúdo. Ao questioná-la onde teria aprendido sobre o assunto, ela me respondeu: durante as aulas de Arte no Uirapuru”, conta Deda.

djalma luiz benette uirapuru
Divulgação

Da época em que era professor do Colégio, o jornalista conta algumas aprendizagens que leva para a vida. Em uma passagem, ele demonstrou para o Professor Wlademir dos Santos uma certa decepção com sua sala de aula daquele ano em comparação ao do ano anterior. “As palavras do Wlademir ainda calam fundo em mim: o bom professor é aquele que toca o aluno que recebe a cada ano letivo. O bom professor não é aquele que interage com o bom aluno, o que “qualquer um faz”, mas o que desperta daquela (e naquela) criança o que ela tem em seu ser mais profundo e que, sem a ajuda do professor poderia passar uma vida sem saber que havia tanto dentro de si”, relembra Deda.

colegio uirapuru
Divulgação

O Colégio Uirapuru se orgulha da verdade construída ao longo de 30 anos. “Mantemos um compromisso sério com a educação. Acreditamos que não basta trazer excelente formação acadêmica, é preciso ainda cuidar da formação de seres autônomos, independentes, colaborativos, participativos e responsáveis sob o ponto de vista social”, completa o diretor Arthur Fonseca Filho. Para o Colégio Uirapuru, a boa educação, vinda de uma união sólida entre famílias e escola, é o reflexo de pessoas que buscam o bem para a sociedade que vivemos.

Colégio uirapuru
Divulgação
Comentários