fbpx
Especial publicitário

Deixe seu dinheiro trabalhar por você: transforme empreendimentos produtivos em investimentos rentáveis

Uma modalidade de investimento relativamente nova vem ganhando espaço no universo financeiro, garantindo menores taxas e rendimento elevado

Nas conjunturas ideais, investir, independentemente da categoria ou ação, é sinônimo de aumento na rentabilidade. Com o avanço das ferramentas técnico-científicas, uma série de novas alternativas vêm modificando o mercado financeiro, oferecendo uma série de vantagens antes inadmissíveis.

Uma dessas opções é o investimento peer-to-peer lending (P2P). O método de aplicação lucrativa, já consolidado no exterior, vem ganhando espaço no Brasil graças a seus múltiplos benefícios e à crescente carência de créditos concedidos pelas instituições financeiras tradicionais.

O procedimento é simples e transparente. Baseado em canais digitais, foi desenvolvido sobre os alicerces das facilidades tecnologias, sendo concebido para atuar em redes online.

Por meio de plataformas virtuais, o investidor que procura aplicações rentáveis é conectado a empreendimentos que necessitam de recursos para concretizar o desenvolvimento do negócio. Baixas taxas de juros e porcentagens de rendimento mais elevadas são apenas algumas das diversas vantagens dessa transação.

A funcionalidade do P2P

Uma dos maiores desafios, senão o maior, na hora de realizar um investimento é encontrar uma aplicação segura e com retorno alto. As ações tradicionais, movimentadas em Bolsas ao redor do mundo, apresentam um aspecto generalizado: quanto maior a lucratividade, maior é o risco de perda.

O modelo P2P, porém, é notável justamente por contornar essa estabelecida expressão de Risco X Lucro. O também alcunhado empréstimo entre pessoas alcançou prestígio internacional devido aos seus percentuais de retorno, que variam de 15% a 65%, em média.

Isso ocorre por intermédio da empresa responsável pela plataforma online, que estabelece limites de risco, selecionando previamente os empreendimentos parceiros. O contrato só é firmado após um processo avaliador rigoroso que examina fluxo de caixa, estoques, contas a pagar e a receber, etc.

Dessa maneira, as probabilidades de déficit são muito baixas se comparadas a investimentos tradicionais.

O rendimento mensal é outro benefício eminente. Enquanto os investimentos costumeiros geram lucros apenas nos momentos em que suas ações são vendidas ou quando há a distribuição da participação nos lucros — ocorrendo uma ou duas vezes ao ano —, o empréstimo interpessoal, pelo contrário, possibilita a opção de rendimento mensal.

O recebimento do capital injetado, que ocorre juntamente à quitação dos juros do empréstimo, pode ser realizado mensalmente pelo investidor.

Taxas e juros

Categoricamente, todas as corretoras de valores, as quais são responsáveis pela realização de operações com títulos, cobram taxas por cada uma das transações efetivadas.

Isso significa que parte do dinheiro aplicado vai, obrigatoriamente, para os cofres da companhia selecionada.

O peer-to-peer, por outro lado, não cobra taxas administrativas e de serviços, direcionando 100% dos recursos aplicados em investimentos diretos. Além disso, é possível conferir uma retração nos valores correspondentes aos juros cobrados.

Para exemplificar vamos comparar rendimentos reais entre uma aplicação P2P e ações básicas mais conhecidas, os dados foram fornecidos por uma empresa especializada em empréstimos interpessoais:

Após 12 meses é possível notar uma disparidade de mais de mil reais entre o peer e o Tesouro Direto, por exemplo. Em 24 meses a diferença já é bem grande, com cerca de R$ 2.500,00 a mais que a Poupança. Por fim, em 36 meses o rendimento da aplicação P2P ficou em R$17.716, enquanto CDB, Tesouro Direto e Poupança anotaram, proporcionalmente, R$14.019, R$13.621 e R$12.906.

Administração completa de recursos

A praticidade é um outro atrativo da modalidade, vale ressaltar também a quase nula burocracia envolvida no processo. Uma plataforma de P2P lending é completamente capaz de fornecer os instrumentos necessários para que o cliente tenha total noção de onde seu dinheiro está sendo inserido.

A transparência é fator dirigente de todas as etapas envolvidas no ciclo de investimento. O investidor tem acesso integral aos dados das empresas selecionadas, além de receber relatórios periódicos acerca do desempenho e eficiência dos empreendimentos.

O emprego da tecnologia fornece ainda descrições detalhadas de setores específicos pertencentes ao investimento — gestão de pessoas, equipes, funcionamento separado de cada departamento, pontos críticos, etc.

A escolha do P2P

Os apontamentos realizados neste artigo já são uma excelente mostra do quão vantajoso é o investimento peer-to-peer leading. A modalidade possibilita transformar pequenos e médios empreendimentos em lucro direto para o aplicador, além de contribuir para o desenvolvimento do mercado local.

Somada a isso, a diversificação de investimentos — fundamental a qualquer investidor que vai encarar as oscilações do mercado financeiro — é uma possibilidade extremamente acessível, devido às conveniências oferecidas pelas plataformas online.

O P2P é, de fato, uma opção sensata e lucrativa para quem deseja investir a longo prazo. O planejamento, como em qualquer outra situação financeira, é fundamental, a começar pela escolha da melhor plataforma digital.

 

 

Comentários