Academia Ápice

Idosos enaltecem importância de manter corpo e mente saudáveis

Hoje, 1º de outubro, é dia de lembrar os direitos das pessoas com mais de 60 anos
Idosos enaltecem importância de manter corpo e mente saudáveis
José Antônio Correa, 73 anos, faz atividade física regularmente há sete anos. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (30/9/2020)

Nesta quinta-feira (1º), é comemorado o Dia Internacional do Idoso. No Brasil, a data também é uma marca a criação do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003). A legislação é destinada a regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Em Sorocaba, a estimativa municipal é que, atualmente, o total de habitantes com 60 anos ou mais é de 65.906. Já o Brasil tem mais de 28 milhões de idosos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Qualidade de vida ao idoso

Para os especialistas, o maior desafio das pessoas nessa faixa etária é manter uma boa qualidade de vida, por meio de uma rotina ativa, com atividades físicas, intelectuais e de diversão, além de uma alimentação saudável. Mas, é também nesse período da vida que surge uma das principais preocupações dos idosos e de seus parentes: como fica a
capacidade de raciocínio, a memória e a clareza mental de quem já passou dos 60 anos.

Idosos enaltecem importância de manter corpo e mente saudáveis
O geriatra Paulo Canineu fala sobre a importância da visita ao médico e de fazer atividade física. Crédito da foto: Pedro Negrão (24/8/2015)

O geriatra Paulo Canineu confirma o que praticamente todo mundo sabe: atividade física com regularidade e alimentação saudável são fundamentais para a qualidade de vida das pessoas, sobretudo na terceira idade. “Antes, claro, a pessoa precisa consultar o seu médico para iniciar alguns tipos de exercícios físicos. E mesmo quem
ainda não tem o costume de praticar atividade física regularmente nunca é tarde”, destaca.

Na alimentação, o médico recomenda a chamada “dieta mediterrânea”, que é rica em alimentos como azeite de oliva, peixes de água salgada, oleaginosas, grãos integrais, frutas e verduras.

Leia mais  Candidatos tentam conquistar quem se absteve de votar em Sorocaba

Vida saudável

Alunos da Ápice Academia, os aposentados e amigos José Antônio Correa, 73 anos, e Antônio Ruberti, 77 anos, já sabem que a fórmula atividade física regular mais alimentação saudável são sinônimos de qualidade de vida na terceira idade.

Idosos enaltecem importância de manter corpo e mente saudáveis
Antônio Ruberti, 77 anos, diz que antes só fazia caminhada; hoje adora a academia. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (30/9/2020)

Além dos exercícios físicos com recomendação médica e acompanhamento regular, eles afirmam que o convívio social na academia também é importante para a socialização e afastar o desânimo e até a depressão.

José ou “Capela”, como é mais conhecido na academia, afirma que jogou futebol por mais de 60 anos e após uma cirurgia no joelho o médico recomendou fisioterapia e exercícios físicos com regularidade. “O médico pediu por pelo menos seis meses, mas depois que comecei não parei mais e faço atividade física regular há sete anos”, afirma.

Academia quatro vezes por semana

Ele disse ainda que frequenta academia de segunda a quinta, ou seja, quatro dias por semana, por cerca de duas horas diárias. “É maravilhoso, a gente se sente bem, com disposição e melhora bastante a qualidade de vida, eu recomendo”, disse.

Leia mais  UTIs Covid da Santa Casa e do Novo Regional permanecem lotadas

Além disso, Capela afirma que faz os exames preventivos recomendados pelo médico anualmente e cuida da alimentação para não exagerar em produtos industrializados e gordurosos.

Já Antônio Ruberti conta que faz atividade física com regularidade há três anos, também após recomendação médica, e, desde então, não parou mais. “Antes eu costumava somente fazer algumas caminhadas, mas depois que comecei, venho cinco dias por semana e a gente sente uma melhora 100%”, diz.

Conselho Municipal estuda criação de rede de apoio à pessoa idosa

Sorocaba também conta com o Conselho Municipal da Pessoa Idosa. A presidente, professora Dra Renata Marins, afirma que iniciou as comemorações da pessoa idosa com a primeira de muitas reuniões com representantes do Ministério Público, entre outros, para a criação de uma Rede de Apoio À Pessoa Idosa de Sorocaba. “è um desejo antigo deste nobre conselho. Tudo com objetivo de dignidade e respeito devidos à pessoa idosa”, destaca.

Já a advogada Geórgia Racca, especialista em direito médico e saúde, afirma que a legislação brasileira assegura os direitos sociais e de saúde dos idosos, como a Lei 8.842/94, que dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, criando condições para promover a sua autonomia e integração e participação efetiva na sociedade. “Temos ainda o próprio Estatuto do Idoso, que assegura todas as oportunidades e facilidades, para preservação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade”, aponta.

Leia mais  Motorista erra trajeto e entala ônibus em pontilhão na Afonso Vergueiro
Geórgia Racca fala dos direitos da pessoa idosa. Crédito da foto: Divulgação Pessoal.

Mercado sênior

Com cada vez mais pessoas chegando na faixa etária de 60 anos ou mais, o mercado sênior acompanha o ritmo e amplia a gama de produtos para idosos, e ainda para pessoas com perda de mobilidade permanente ou temporária. A empresa sorocabana Longevitech traz ao mercado alguns produtos, como a caneca de alça dupla com encaixe nasal, desenvolvida a partir de uma parceria com uma fonoaudióloga, uma fisioterapeuta e com membros do grupo sênior.

Outro produto é o suporte universal para cadeiras de rodas, que permite realizar o transporte do equipamento em qualquer modelo de automóvel sem ocupar espaço no porta malas. Informações sobre a empresa e produtos podem ser obtidas pelo e-mail: contato@longevitech.com.br

Comentários