Presença

Integrar enfrenta dificuldades para manter atendimento especializado

A Integrar atende cerca de 120 crianças, jovens e adultos com diagnóstico de paralisia cerebral
Presença: Solidariedade!
A equoterapia auxilia terapeuticamente os alunos com problemas tanto motores quanto psicológicos. A recuperação se dá por meio do estímulo motor e afetivo, capaz de melhorar tanto a coordenação e o equilíbrio quanto também o bem-estar, a memória e o humor. Crédito da foto: Adival B. Pinto / Arquivo JCS (26/8/2008)

Com o isolamento social recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), muitas entidades não estão recebendo auxílio como antes.

A coluna Presença entrevistou, via aplicativo de vídeo on-line skype, o presidente da Instituição Terapêutica de Grupos de Habilitação e Reabilitação — mais conhecida como Clínica-escola Integrar –, Roberto Amaral, que assumiu a direção da entidade em janeiro deste ano. Amaral contou como está sendo a sua dificuldade de administrar a crise do coronavírus à frente da entidade filantrópica.

Amaral conta que todas as atividades estão paradas, inclusive o setor de arrecadação de doações. Os eventos que estavam sendo planejados para este mês de abril também tiveram que ser adiados — e a entidade já estava contando com estes valores no seu planejamento financeiro.

Leia mais  Índia inicia grande campanha de vacinação contra a covid-19

A Integrar atende cerca de 120 crianças, jovens e adultos com diagnóstico de paralisia cerebral. Quem quiser conhecer mais o trabalho da entidade, pode acessar o site: www.integrarsorocaba.org.br.

Comentários