Presença

Festival Febre termina hoje

Bandas e personalidades de todo o País em um encontro para ouvir e falar de música
Festival Febre termina hoje
Arnaldo Antunes participou da abertura do Festival. Crédito da foto: Samira Galli / Saga / Divulgação

Com o objetivo de reunir público, artistas, bandas e personalidades de todo o País em um encontro para ouvir e falar de música, a 4ª edição do festival Febre – Conferência e Música começou na quarta-feira, com o músico, poeta e artista visual Arnaldo Antunes, seguido de um show da cantora e compositora paraense Luê, no Sesc Sorocaba.

Arnaldo Antunes, que lotou o teatro do Sesc, transitou, em um bate-papo, por toda sua trajetória, desde a época anterior à criação dos Titãs, até a carreira solo, passando pelo projeto Tribalistas que, ao lado de Carlinhos Brown e Marisa Monte, lançou o segundo álbum em agosto do ano passado. O artista falou ainda sobre seu processo criativo e também traçou um panorama sobre o reflexo das mudanças tecnológicas no universo musical. “A música continua tendo sua importância na consciência, vida e relações das pessoas. Isso não mudou nem vai mudar. O que mudou foi a forma da gente se relacionar com a música, a forma de como a gente tem esse acesso. E, quanto ao processo de produção, finalmente a gravação está nas mãos dos artistas”, disse.

Leia mais  #TBT: Sorocaba e suas mudanças ao longo do tempo

Ele também destacou que, com a facilidade do acesso a todas as plataformas musicais e de informação, o importante é saber selecionar. “Vamos selecionar a informação que mais nos importa, para a gente não ficar perdido na superfície das coisas, sem capacidade de contemplação nem de aprofundamento. É importante privilegiar seu tempo na seleção não só de uma playlist, não só de música, mas de assuntos de forma geral”, completou.

Além de artistas de renome nacional, a programação do festival incluiu produções menos conhecidas do grande público e expoentes da música feita na região de Sorocaba. O festival apresentou mais de 30 shows, de diferentes gêneros musicais, espalhados pela cidade em espaços culturais parceiros do festival como casas de show, estúdios, bares e escolas.

O Febre termina hoje, com programação que começa às 13h, no Sesc, e segue até 22h, com show de Anelis Assumpção, no Saravá Brasil Bar. A programação completa pode ser conferida no site www. festivalfebre.com.br e pelas redes sociais: festivalfebre.

Comentários