Presença

Camerata Schaeffler no jardim do Paço

A Camerata Schaeffler se apresentou sob a regência de Emmanuele Baldini, em Sorocaba
Apresentação ocorreu no jardim do Paço. Crédito da foto: Mirna Módolo

O tempo agradável do último domingo — quando o sol brilhou e ajudou a diminuir a sensação térmica da baixa temperatura — colaborou para que centenas de pessoas, desde crianças a idosos, prestigiassem, no jardim do Paço Municipal, a Camerata Schaeffler, sob a regência de Emmanuele Baldini. Juntamente dos cantores líricos Manuela Freua e Giovanni Tristacci, eles interpretaram “As quatro estações”, de Antonio Vivaldi (1678-1741), e árias de óperas consagradas de diferentes períodos. O concerto ao ar livre estava inserido na programação de aniversário dos 364 anos de Sorocaba, além de marcar a comemoração dos 60 anos da empresa Schaeffler, patrocinadora da 9ª Temporada de Música Clássica de Sorocaba – Schaeffler Música, produzida pela MdA International.

A apresentação, realizada sem a formalidade convencional dos teatros e salas de concerto, contou com um repertório bastante abrangente, incluindo, peças do brasileiro Heitor Villa- Lobos (1887-1959), “Prelúdio das Bachianas Brasileiras”, e árias de óperas de compositores consagrados como Giuseppe Verdi ( 1813-1901), Giacomo Puccini (1858-1924), Gaetano Donizetti (1797-1848), Georg Friedrich Händel (1685-1759) e George Gershwin (1898-1937).

Leia mais  Sangue Flamenco

Outro ponto alto da camerata foi a parte dedicada ao canto lírico, com a soprano Manuela Freua e seu marido, o tenor Giovanni Tristac. A apresentação foi também especial pelo fato de que, apesar de serem casados há oito anos, essa foi a terceira vez que dividiram o palco. “La Traviata”, de Verdi, e “Viúva alegre”, de Lehar, também fizeram parte do programa.

 

Comentários