Editorial

Hora de agir

O imóvel pertence ao governo estadual e está abandonado há vários anos

Sorocaba tem uma pendência com o governo estadual que precisa de solução rápida. Se essa reivindicação continuar a ser empurrada com a barriga, corre-se o risco de se perder, no médio prazo, uma das construções mais bonitas da cidade, o prédio da antiga Oficina Cultural Grande Otelo, conhecida pelos sorocabanos como Fórum Velho. O imóvel pertence ao governo estadual e está abandonado há vários anos. Com recursos do Estado teve início uma obra de restauração que foi interrompida quando a empresa contratada percebeu que os problemas do velho prédio construído no final dos anos 1930 eram mais sérios. Em vez de uma simples restauração, perceberam que havia problemas estruturais e infiltrações que precisavam de correção. Como o orçamento não cobria esse tipo de interferência, a obra foi abandonada e o prédio que foi sede do fórum da comarca durante décadas continua se deteriorando.

Todo novo governo precisa de certo tempo para adaptação. São feitas mudanças gerais em todas as secretarias, primeiro e segundo escalões e demais cargos de confiança são ocupados por novas pessoas. No caso do governo do Estado de São Paulo, com um orçamento gigantesco e problemas com as mesmas dimensões, é preciso que um período para que todos os secretários e o próprio governador conheçam a máquina administrativa e os problemas mais urgentes para poder começar a governar. A questão do Fórum tem certa urgência. Há seis meses, aproximadamente, o prefeito José Crespo (DEM) encaminhou pedido ao então governador Márcio França (PSB) solicitando que o prédio fosse cedido para a Associação Comercial de Sorocaba (Acso) por um período de 30 anos. A entidade, em contrapartida, assumiria os custos da restauração do edifício. Concluída a reforma, permitiria que algumas salas fossem usadas como posto avançado do Parque Tecnológico de Sorocaba na região central da cidade. O caso foi tratado inclusive com o então secretário da Cultura do Estado, que esteve em Sorocaba para alguns compromissos.

O governo de Márcio França chegou ao fim e nada aconteceu. Para dar continuidade ao projeto, o presidente da Acso, Sérgio Reze, aproveitou uma visita do governador João Doria (PSDB) a Sorocaba no final do mês passado e reforçou o pedido. O governador recebeu o documento e disse que iria se inteirar do assunto para posteriormente tomar uma decisão.

O prédio foi construído no final dos anos 1930 para abrigar o fórum de Sorocaba em frente à praça Frei Baraúna, que já foi uma das mais belas da cidade, mas hoje também precisa de reformas e restauração. Até os anos 1970 o edifício serviu à Secretaria da Justiça. Quando o novo fórum foi construído no bairro do Mangal, passou a funcionar como sede da Delegacia Regional de Cultura do Estado e mais tarde se transformou na Oficina Cultural Grande Otelo, da mesma secretaria. Foi nesse período que aquele local se tornou uma referência cultural para a cidade e região. Com uma série de cursos e atividades relacionadas ao mundo da cultura, tornou-se um ponto de encontro da comunidade artística da região. O prédio foi tombado pelo Patrimônio Histórico do Município em 2012 e por isso sua restauração terá que obedecer a critérios técnicos específicos, uma vez que a construção não poderá ser descaracterizada.

É evidente que com tantos problemas que o Estado de São Paulo tem a reforma com recursos próprios do prédio do antigo fórum sorocabano está longe de ser uma prioridade. Em tempos de contenção de despesas, dificilmente o governo estadual vai gastar milhões de reais para recuperar e restaurar o prédio que está fechado desde 2015. Dessa forma, é chegado o momento dos representantes de Sorocaba e região na Assembleia Legislativa do Estado e também os deputados federais pressionarem o governo estadual para a assinatura do comodato. Esta é a única maneira viável de se recuperar o prédio de valor histórico e arquitetônico e uma referência visual para os sorocabanos. A restauração do edifício aliado à recuperação da praça Frei Baraúna poderá criar um dos locais mais bonitos da região central da cidade.

Comentários