Do leitor

Momento Crucial de País

Leitor comenta a importância do processo eleitoral

Estamos próximos do momento para escolher aqueles que irão dirigir os destinos deste País nos quatro nos que se seguem. A destruição da economia e, principalmente, dos valores éticos de nossa sociedade foram brutais, nos últimos 15 anos, engendrada por um projeto criminoso de poder, sequioso em semear sua perpetuação através da dominação das instituições e da máquina pública.

O aparelhamento do estado foi o toque de mágica implementado pelos governos corruptos que tivemos; o coletivismo na busca de privilégios para castas dominantes em setores chaves do funcionalismo, inclusive no Judiciário, deram o tom para este cataclisma que destruiu a estrutura democrática que deveria ser o foco de nossa sociedade.

Felizmente, a operação Lava Jato trouxe ao Brasil uma oportunidade para despertarmos. Não podemos falhar neste momento como cidadãos. O País requer que os novos dirigentes e legisladores tenham uma nova postura ética e de competência, eliminando a corrupção e o corporativismo.

Leia mais  Fechamento do comércio

Não podemos ser omissos ao escolher os futuros dirigentes. Nossa insatisfação e descrença em nossos atuais governantes não nos podem levar à omissão e desinteresse de fazermos escolhas certas para nos dirigirem no futuro; se o quadro de opções não nos entusiasma muito, não nos dá o motivo para votar em branco ou anular nosso voto, pois estaríamos, deste modo, facilitando a manutenção dos oportunistas (e beneficiados pelo dinheiro público).

Alguns (poucos) candidatos merecem ser escolhidos por nós para impedir que se continue o processo de destruição de nosso País, começando por eliminar desta lista aqueles que agiram com indignidade e em beneficio próprio nestes anos, o que é muito fácil de se identificar através dos meios de comunicação.

Escolhamos, pois, algum candidato que mereça confiança da cidadania (se olharmos com atenção, existem dois ou três candidatos dignos e competentes para esta missão). Votar em branco ou nulo só ajuda a reeleição dos maus políticos.
PEDRO PAULO SANTOS

Comentários