Do leitor

Mobilidade e acessibilidade

Confira a coluna "Do leitor" desta sexta-feira (7)

Sinceramente de que adianta adotar a cor vermelha, para dar mais destaque ao espaço destinado ao pedestre se não há rampa ou espaço no meio da avenida para cruzar em segurança?

A faixa localizada na avenida General Carneiro em frente ao Hospital Evangélico tem do outro lado uma farmácia. Seria muito útil se a Prefeitura rebaixasse a ilha do meio da avenida para que pessoas com cadeiras de roda, pessoas de idade, mães com carrinho de bebês pudessem subir com facilidade. E também para que qualquer pessoa tenha um espaço seguro destinado aos pedestres para estar parado no momento da troca entre as faixas.

As faixas não estão frente à frente entre as pistas e, do lado do Hospital esta uma grande árvore. No meio das pistas o pedestre se depara com mais arbustos e em nenhum deles há o rebaixamento. Um total descaso com o principal usuário da faixa: os pedestres.

Tal pintura feita pela Urbes é realizada onde não há semáforos na faixa de travessia e deveria estar em conjunto com obras de via pública para o total acesso e não somente para a sinalização. Uma coisa depende e esta totalmente ligada à outra.

JULIANA PEREIRA ADUAN XAVIER

RESPOSTA: Prezada leitora Juliana Pereira Aduan Xavier, a Urbes –Trânsito e Transportes informa que vai reavaliar as condições da referida faixa de pedestres para verificar as medidas que poderá adotar para melhorar as condições de travessia. A avenida General Carneiro, em breve, estará em obras para implantação do Sistema BRT (ônibus rápido) e por isso todas as passagens serão reavaliadas.
PREFEITURA DE SOROCABA

Comentários

CLASSICRUZEIRO