Do leitor

Funcionário Público

Sem o esforço de centenas de milhares de funcionários públicos, serviços essenciais entrariam em colapso

Ao longo de 30 anos fui, orgulho-me, funcionário público. Desfrutei do inefável prazer de bem servir à comunidade. Milhões são assim: apreciam servir. Ajudei a formar profissionais. Meus queridos alunos ocupam posições invejáveis em empreendimentos públicos e privados. Participamos na construção do que há de melhor no Brasil.

Sem o esforço de centenas de milhares de funcionários públicos, saúde, educação, segurança e serviços essenciais entrariam em colapso. Os profissionais que asseguram esses serviços recebem salários longe de excessivos obtidos às custas de difíceis negociações e trabalham, sim, em condições distantes das melhores.

Muitos abdicam de seus direitos para fornecer serviços minimamente adequados, em escolas, na segurança pública, no atendimento à saúde, na defesa da Nação. A realidade da vida está distante do Palácio do Planalto. É fácil dizer leviandades a respeito do servidor público. Só podemos, pois, manifestar nosso pesar. Vou além.

Leia mais  Reforma estrutural

A sociedade brasileira somente funciona pelo esmero de servidores públicos. Quatro exemplos: – o esforço da Justiça, que busca identificar corruptos, repatriar recursos furtados a todos nós e prender (ainda que limitada pelo STF) indivíduos que se locupletam à custa da população; – o empenho dos órgãos de segurança pública, que embora tenazmente combatidos por conhecidas instituições insistem em enfrentar o crime organizado; – o sistemático combate (feito pela Receita Federal) à sonegação, esta praga endêmica no Brasil, sem o qual toda a população sofreria prejuízos incalculáveis; – A dedicação de educadores que, sem condições adequadas, buscam transmitir conhecimentos à população carente.

Devemos, pois, aos funcionários públicos, o reconhecimento pelo enorme esforço para manter o nosso Brasil funcionando. Lamento autoridades que, por razões desconhecidas, insistem em generalizações injustificáveis. Talvez estejam em contato com indivíduos que jamais deveriam ser “funcionários públicos”. Afinal, há tempos os concursos asseguram que o funcionário público seja qualificado para suas funções.
JOSÉ OSMIR FIORELLI

Comentários
Assuntos