Artigos

Puericultores Históricos

Artigo escrito por Edgard Steffen, escritor e médico pediatra.
Puericultores Históricos
Crédito da foto: Acervo Pessoal

Edgard Steffen

27 de julho Dia do Pediatra brasileiro.

A data foi reservada porque, em 27/07/1910, o Dr. Fernandes Figueira criava e presidia a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria). Geograficamente limitada ao Rio de Janeiro a associação dedicava-se — e ainda se dedica — ao estudo dos problemas e doenças da infância.

Se recuarmos na História encontraremos Dr. Carlos Arthur Moncorvo, criador da Clínica de Moléstias da Criança na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Ao Doutor Moncorvo a primazia e honra em ministrar a primeira aula de Pediatria em solo pátrio (1882). Ele o fez em sua própria residência. A preleção ocorreu a salvo da frieza de hospital ou sala de aulas. Subliminar lição: o melhor lugar para se curar uma criança é junto à própria família.

Na 1ª Jornada de Puericultura e Pediatria (1947), promovida pela SBP, iniciaram-se as gestões e discussões para que a entidade agregasse sociedades e departamentos fundados em outros Estados. A consolidação da SBP como entidade nacional, deve-se ao pediatra Dr. Carlos Vasconcelos Prado; trouxe o Departamento de Pediatria da Associação Paulista de Medicina para a entidade (1952).

Leia mais  Câmara de Sorocaba dá sonoro não à sociedade

Carlos Prado nasceu em Itu (SP) em 1897. Formou-se pela Faculdade Nacional de Medicina (RJ) em 1924. Considerado o grande gestor da Pediatria Paulista, foi o primeiro professor da especialidade na Faculdade de Sorocaba. Credenciou-o à cátedra seu intenso trabalho em prol da infância. Na década de 1940, idealizou os Postos de Puericultura. Implantou-os apoiado por amigos influentes como Cândido Fontoura, Assis Chateuabriand e Adhemar de Barros. Os postos eram unidades para cuidados primários de saúde e assistência materno-infantil. Carlos Prado dava a eles o qualificativo “trincheiras de combate à mortalidade infantil”. Nessas trincheiras formaram-se pediatras de grande nome e até professores titulares em renomadas universidades. Prado escreveu “Manual de Pediatria”, “Vamos criar seu filho” e numerosos artigos sobre puericultura no Diário de São Paulo e Estadão. Sua dedicação valeu-lhe honrarias como a comenda “Ordem ao Mérito”, conferida pelo presidente Castelo Branco (1965) e os prêmios: “Margarido Filho”, pela APM (1942), “Alcântara Machado”, pela Sociedade de Medicina Legal (1943), “Oscar Freyre de Criminologia”, pela SSPESP (1951) e “Carlos Chagas” pela Academia Nacional de Medicina (1954).

O professor acreditava na Puericultura como arma eficiente na luta contra os altos índices de mortalidade na infância. Fiel às suas ideias, construiu o Hospital Infantil São Luiz, anexo ao Santa Lucinda. Como porta de entrada do hospital, um posto de puericultura à semelhança dos muitos que, como Diretor do DEC (Depto. Est. da Criança), semeara pelo interior do Estado.

Leia mais  O resgate da memória e da cultura

Além do Santa Lucinda e do prédio construído pelas Indústrias Votorantim para abrigar a 1ª escola médica do interior do país, outros projetos destinados à Escola de Enfermagem, Moléstias do Coração, Instituto Médico Legal, Instituto de Dermatologia Sanitária não haviam saído das pedras fundamentais. O Santuário São Lucas não passara da fase “aranha”, como está até hoje.

Prado inovou. Nenhum discurso, champanha ou pedra. Sob as vistas das freiras e das alunas da Escola de Enfermagem, o diretor da faculdade, o arquiteto, este escrevinhador (representando os alunos) e o professor empunhamos enxadão, pá, enxada e picareta e ferimos o solo num picaretada inaugural (outubro de 1954). Quando, em 1956, começaram as aulas o Hospital estava pronto. Carlos Prado doara o produto da venda do próprio avião para que a obra se concretizasse. O prédio ainda existe, mas a Disciplina de Pediatria, após sua aposentadoria, acabou transferida para o Hospital Regional.

Leia mais  Os dias nos quais a Terra quase parou

Fontes:
Wikipedia
Hospital Sabará Origens da Pediatria no Brasil 2017
Vosne Martins, A.P. — “Vamos criar seus filhos” — Hist. Cien. Saúde vol.15 — nº 1 — 2008
SBP Carlos Prado: gestor da puericultura paulista, 1952

Edgard Steffen é escritor e médico pediatra – E-mail: edgard.steffen@gmail.com

Comentários