Motor

Volkswagen apresenta versão do T-Cross com motor 1.0 turbo

São três novas versões com motor 1.0 TSI que não trazem grandes novidades tecnológicas, mas andam bem
Volkswagen apresenta versão do T-Cross com motor 1.0 turbo
A versão mais barata do modelo tem câmbio manual. Crédito da foto: Divulgação

A volkswagen do Brasil apresentou seu novo SUV com motor 1.0 TSI em três versões: 200 TSI, 200 TSI Automático e Comfortline TSI Automático. O T-Cross 200 TSI com câmbio manual de seis marchas custa R$ 84.990. Com câmbio automático de seis marchas e alguns itens de série a mais, o preço sobe para R$ 94.450. Já a versão Comfortline custa R$ 99.990.

Esse motor, o mesmo utilizado no Polo, tende até 128 cv de potência com etanol no tanque. O torque máximo é de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, sempre na faixa de 2.000 a 3.500 rpm.
Esse motor pode ser combinado a duas opções de câmbio, ambas de seis marchas: manual ou automática com função Tiptronic, que também conta com as aletas no volante para troca de marcha “paddles shift”. Semanas antes havia apresentado a versão topo de linha do modelo, que traz o motor 1.4 TSI que rende até 150 cv de potência.
O T-Cross 200 TSI com câmbio manual acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 189 km/h. Com o câmbio automático, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos e atinge 184 km/h de velocidade máxima.

Volkswagen apresenta versão do T-Cross com motor 1.0 turbo
O acabamento interno do T-Cross é considerado pobre. Crédito da foto: Divulgação

Os números de consumo de combustível mostram que com câmbio manual, o modelo percorre 13,1 km com um litro de gasolina (combinado cidade/estrada) e 9,1 km com um litro de etanol. Com o câmbio automático, são 12 km/litro de gasolina (combinado cidade/estrada) a versão Comfortline percorre 11,9 km/l; e 8,4 km/litro de etanol em ambas as versões.

O carro vem com bom número de equipamentos, desde a versão mais simples. que traz de série Controle de Estabilidade (ESC), seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional. As versões superiores ganham mais equipamentos de série, mas ficam mesmo incrementadas com pacotes de opcionais oferecidos pelo fabricante.

Volkswagen apresenta versão do T-Cross com motor 1.0 turbo
As versões com o motor usado no Polo e Virtus custam de R$ 84.990 a R$ 99.990. Crédito da foto: Divulgação

O Comfortline 200 TSI Automático adiciona os itens como ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus, manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas e rodas de liga leve de 17”.

Quem avaliou o carro confirma que o acabamento é pobre. Na versão 200 TSI automática o volante é revestido de couro com costura aparente e os bancos são revestidos de tecido. Há plástico duro em praticamente todo o habitáculo, uma simplicidade injustificável para uma versão que custa, sem qualquer pacote adicional, em torno de R$ 95 mil. (Da Redação)

Comentários