fbpx
Motor

Motor turbo dá entusiasmo para o Honda HR-V Touring

Movido somente a gasolina, com injeção direta e comando duplo variável, o motor entrega 173 cv
Motor turbo dá entusiasmo para o Honda HR-V Touring
O Honda HR-V Touring tem um comportamento mais agressivo graças ao motor turbo. Crédito da foto: Adalberto Vieira

O Honda HR-V ao ser lançado com motor 1,8l flex se encaixou na categoria dos SUVs compactos comportados, em que o que mais importa é o visual de utilitário esportivo, mas com desempenho modesto por conta do motor limitado e do câmbio CVT, que elimina qualquer pretensão de toque mais esportivo. Mesmo assim, a proposta do carro foi amplamente aprovada e para isso basta ver os números das vendas desde seu lançamento.

Para atender a um público que gosta de acelerar mais um pouco, a Honda lançou a versão Touring, que traz um motor 1.5l turbo, que rende até 170 cv e deixou o modelo muito mais esperto e gostoso de dirigir. O câmbio CVT ainda limita as tocadas mais agressivas, mas a melhora em relação ao motor 1.8l aspirado é surpreendente. O nome Touring já vem sendo usado pela marca para identificar os modelos Civic também com motor turbo.

O HR-V Touring chegou para ser a versão mais sofisticada — e mais cara — do modelo. Seu preço sugerido é de R$ 139.900, bastante salgado, pois está R$ 28 mil acima do HR-V EXL. Seu preço se aproxima do Jeep Compass, que custa R$ 146.990 e é de um segmento superior. Apesar de ser classificado como um SUV compacto, o HR-V tem espaço de sobra. Seu entreeixos de 2,61 m proporciona um bom espaço interno que é beneficiado pela modularidade dos bancos, que permite várias configurações. O HR-V Touring tem também mais equipamentos e um acabamento diferenciado, como revestimento bicolor em couro, o sistema de partida sem chave e teto solar panorâmico.

Leia mais  Preço ainda limita venda de carros elétricos no Brasil

Sob o capô

Motor turbo dá entusiasmo para o Honda HR-V Touring
O Honda HR-V tem espaço interno surpreendente. Crédito da foto: Adalberto Vieira

Mas é sob o capô que está a parte mais interessante dessa versão. O propulsor é o mesmo utilizado no Civic e é importado direto do Japão. O carro é movido somente a gasolina, tem injeção direta de combustível e entrega 173 cv de potência e 22,4 kgfm de torque (entre 1.700 e 5.500 giros).

Mas a combinação entre o motor turbo e o câmbio CVT, que simula sete velocidades, deixa o SUV com um comportamento mais dócil. Por conta do tipo de transmissão, não há aquela explosão de torque comum nos carros turbo.

Para acompanhar o ganho de potência a engenharia da Honda alterou o acerto de suspensão do modelo. Mesmo assim, o HR-V não ganhou suspensão traseira independente, que é encontrada no Civic Touring. Mesmo assim e apesar da altura avantajada, a suspensão não dá sustos, mesmo nas curvas mais fechadas, embora a inclinação seja inevitável. O isolamento acústico funciona bem e só perde eficiência quando ocorre abuso na velocidade, quando o barulho do motor invade a cabine.

Leia mais  Há 40 anos, etanol é alternativa válida para os automóveis
Motor turbo dá entusiasmo para o Honda HR-V Touring
Escapamento duplo e teto solar são exclusivos da versão Touring. Crédito da foto: Adalberto Vieira

O carro traz o Lane Watch, uma câmera acoplada no espelho retrovisor direito. Ao ser acionada a seta, a tela da central multimídia exibe a lateral direita do veículo, aumentando o campo de visão do motorista.

Diferente das demais versões, o HR-V Touring traz faróis full-LED, luzes diurnas e de neblina em LED e exclusiva saída dupla de escapamento, além do enorme teto solar panorâmico.
Com o motor turbo, o SUV comportado agora faz de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos. (Adalberto Vieira)

Ficha Técnica – HR-V Touring

Motor turbo dá entusiasmo para o Honda HR-V Touring
O interior da Touring tem bancos em couro na cor bege. Crédito da foto: Adalberto Vieira

Motor – quatro cilindros em linha, dianteiro, transversal, 1.5 l, 16V, comando duplo variável, turbo com injeção direta
Potência – 173 cv a 5.550 rpm
Torque 22,4 kgfm entre 1.700 rpm e 5.550 rpm
Câmbio – automático CVT com simulação de 7 marchas, tração dianteira
Direção – assistência elétrica
Suspensão – Dianteira – Independente McPherson. Traseira: eixo de torção
Freios – discos ventilados (diant.) e discos sólidos (tras.)
Pneus – 215/55 R17
Dimensões- 4,33 m de comprimento; 1,77 m de largura; 1.65 m de altura e 2,61 m de entre-eixos. Peso: 1.380 kg
Porta-malas – 393 litros

Comentários