Motor

Mercedes-Benz Sprinter celebra 25 anos de sucesso

É o veículo de transporte de maior sucesso mundial. O próximo passo será a eSprinter elétrica por bateria
Mercedes-Benz Sprinter celebra 25 anos de sucesso
A Sprinter se tornou o veículo de transporte de maior sucesso na sua categoria, uma van multiúso que conquistou admiradores em vários continentes. Crédito da foto: Divulgação

A Sprinter, van multiúso da Mercedes-Benz completou 25 anos. Ela foi lançada em janeiro de 1995 na Alemanha. Foi o começo de uma nova era no mundo dos veículos comerciais leves com PBT (peso bruto total) de 2,6 a 4,6 toneladas e, graças ao grande sucesso contínuo desse veículo, esse segmento do mercado ficou conhecido desde então como “categoria Sprinter”.

No Brasil, a Sprinter está em sua terceira geração, trazendo grandes inovações, e já se consolidou no mercado brasileiro pela numerosa oferta de soluções de mobilidade para pessoas e cargas. Em 2019, a Linha Sprinter cresceu em todos os segmentos de sua atuação no Brasil. A marca encerrou o ano liderando as vendas de vans de passageiros, com 5.860 unidades emplacadas e 48% de participação, obtendo 37% de crescimento nas vendas em comparação com 2018.

Leia mais  Carros autônomos Aptiv fizeram 100 mil viagens

Veículo de transporte digital: a Sprinter antecipou uma transformação revolucionária para a digitalização já em meados dos anos 1990. Durante essa época, quando dificilmente alguém poderia imaginar as dimensões futuras do pacote de logística resultante da expansão do comércio pela internet, a marca de Stuttgart introduziu um veículo de transporte totalmente novo, e com tecnologia de ponta. Com freios a disco nas rodas dianteiras e traseiras, sistema ABS (de antibloqueio dos freios) que incluía o ABD, diferencial automático de freios, carroceria enxuta, baixo consumo e muitas outras vantagens, a Sprinter estabeleceu novos padrões de segurança, eficiência e conforto.

Mercedes-Benz Sprinter celebra 25 anos de sucesso
No Brasil ela oferece soluções de mobilidade para passageiros e cargas. Crédito da foto: Divulgação

Desde seu lançamento a van foi produzida com vários modelos de carroceria, usou vários motores a diesel, motor a gasolina de quatro cilindros e o motor 2,9 l turbo com injeção direta, de grande destaque. As versões de construção incluíam os chassis, a van de carroceria tipo plataforma ou basculante, de cabine dupla ou simples, a van de carga e de passageiros com cinco ou nove bancos, podendo ter teto baixo ou alto. Foram disponibilizados entre-eixos de 3.000, 3.350 e 4.025 milímetros. O peso bruto total (PBT) era inicialmente de 2.590, 2.800 ou 3.500 quilos.

Leia mais  Emissões CO2: Brasil está bem na foto

A Sprinter não só demonstrou suas habilidades em logística, mas também em muitas outras áreas de aplicação. Estas incluíam sua aplicação voltada aos canteiros de obra e para o comércio, atuação em serviços públicos municipais e no transporte de passageiros bem como para serviços de combate a incêndio e emergências.

A terceira geração da Sprinter estreou em 2018.

Em dezembro de 2019 a Mercedes-Benz apresentou a eSprinter com propulsão elétrica por bateria. O conceito de veículo altamente flexível é o próximo marco de evolução da marca rumo à eletrificação das vans comerciais da Mercedes-Benz. A eSprinter será oferecida com potência de 116 cv para as que possuem tração dianteira e 47 kWh ou 35 kWh de capacidade útil da bateria. Dependendo da configuração há diferentes níveis de carga útil, autonomia e velocidade máxima. (Da Redação)

Comentários