Motor

Honda lança linha 2021 do sedã compacto City

Modelo praticamente não muda, só ganha novos itens tecnológicos
Honda lança linha 2021 do sedã compacto City
O Honda City chega à linha 2021 em cinco versões de acabamento. Crédito da foto: Divulgação

A Honda apresentou a linha 2021 do sedã compacto City. As mudanças no carro que tem como característica o generoso espaço interno e acabamento honesto, são mais estéticas e de equipamentos, não alterando substancialmente o modelo. Segundo o fabricante, todas as versões do City 2021 trazem, de série, faróis com regulagem elétrica de altura e sensor crepuscular para acendimento automático de faróis. A EXL, versão topo de linha, ganha retrovisor interno fotocrômico. Tanto a EXL como a EX ganham bolsa porta-revistas atrás do banco do motorista, item já existente no banco do passageiro.

A versão LX agrega uma nova central multimídia de 7 polegadas, já presente na versão EX, com conectividade com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, que permite a operação intuitiva de mapas do sistema de navegação do Waze e Google Maps, além da reprodução de músicas via Bluetooth, por dispositivos portáteis, ou de serviços de streaming (via conexões Bluetooth, Android Auto ou Apple CarPlay). Também ganha o sistema HFT (Hands Free Telephone) com a função Voice Tag (Reconhecimento de Voz) no volante, que permite atender e realizar chamadas, reproduzir músicas, entre outras funcionalidades.

Essa central oferece a visualização da câmera de ré com três ângulos de visão e indicação de distância por cores, além de diversas possibilidades de regulagem de áudio, permitindo uma equalização adequada para cada estilo musical. Também foram adicionados quatro tweeters para complementar o sistema sonoro. As versões LX, Personal e DX passam a oferecer bolsa porta-revistas atrás do banco do passageiro.

Honda lança linha 2021 do sedã compacto City
De janeiro a outubro deste ano foram vendidas 5.631 unidades do City. Crédito da foto: Divulgação

O carro tem um desenho agradável, um sedã compacto convencional e elegante. Os faróis trazem luzes de rodagem diurnas em LED integradas de série, em todas as versões. A EXL possui um conjunto exclusivo com luzes em LED, tanto para o farol baixo como para o alto, ampliando a sofisticação e a segurança de rodagem em ambientes de baixa iluminação.

Com um interior refinado e produzido com materiais de alta qualidade, o City traz painel de desenho sofisticado e equipamentos de categoria superior, como ar-condicionado digital full touchscreen (nas versões EX e EXL), além de muito espaço interno e amplo porta-malas, de 536 litros de capacidade. Em todas as versões, o City oferece itens de série como: ar-condicionado (manual nas versões DX, Personal e LX, e digital touchscreen na EX e EXL); sistema de som com Bluetooth e entrada USB; direção elétrica EPS; acionamento elétrico para travas das portas e vidros das quatro portas; volante com ajuste de altura e profundidade e chave do tipo canivete com sistema de travamento e destravamento das portas com imobilizador, dentre diversos outros equipamentos.

O motor, para todas as versões, é o 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas que gera 116 cv de potência a 6.000 rpm e 15,3 kgf.m de torque a 4.800 rpm – quando abastecido com gasolina, são 115 cv a 6.000 rpm e 15,2 kgf.m a 4.800 rpm. O câmbio pode ser manual ou automático CVT.

Substituto do Civic?

Honda lança linha 2021 do sedã compacto City
Há rumores no mercado de que o City será, no futuro, o único sedã da marca no Brasil. Crédito da foto: Divulgação

Embora a Honda negue e trate o assunto como especulação, circula no mercado a informação de que a marca estuda a possibilidade de encerrar a produção do sedã médio Civic no Brasil em 2022. O Civic é o primeiro carro da marca fabricado no Brasil há mais de 20 anos e é o segundo carro mais vendido de seu segmento, perdendo apenas para o Toyota Corolla. A descontinuidade do modelo seria explicada pela queda nas vendas dos sedãs, um fenômeno mundial, ao mesmo tempo em que crescem as vendas dos SUVs.

Se isso acontecer, caberá ao City ser o sedã da marca disponível para o mercado brasileiro. O City, apesar de todas as suas qualidades, não tem uma vida fácil no mercado. Nos dez primeiros meses deste ano foram vendidas apenas 5.631 unidades do modelo, segundo a Fenabrave, um resultado decepcionante se comparado aos 11.993 unidades vendidas do novato Yaris sedã no mesmo período. Já o SUV compacto Honda HR-V vendeu mais de 25 mil unidades no período, o que aponta, de maneira inequívoca, que os ventos sopram em direção aos utilitários esportivos.

Preços do City 2021

O City 2021 já está disponível na rede de concessionários. Estes são os preços pedidos pelo modelo nas suas diferentes versões:

DX – R$ 67.800,00
Personal – R$ 68.190,00
LX – R$ 82.100,00
EX – R$ 87.400,00
EXL – R$ 93.100,00
(Adalberto Vieira, com informações do fabricante)

Comentários