Motor

Honda atualiza a linha CBR 1000RR Fireblade

A ideia da fabricante é levar tecnologia das pistas aos modelos de série
Honda atualiza a linha CBR 1000RR Fireblade
A Fireblade SP se diferencia da Fireblade em vários itens, mas principalmente nas suspensões. Crédito da foto: Divulgação

A icônica moto Honda Fireblade que em 2017 completou 25 anos e passou por vigorosa atualização, está ainda mais atual na versão 2019. E como sempre, os aperfeiçoamentos vieram das experiências da marca nas pistas de competição. O extenso trabalho de atualização realizado no modelo 2017 permitiu que, em linhas gerais, as Fireblade continuassem competitivas, atendendo plenamente ao anseio de seus consumidores, seja o cliente da CBR 1000RR Fireblade ou da versão mais elaborada, a CBR 1000RR Fireblade SP.

Um conjunto mais leve, um motor mais potente e elementos como as novas suspensões Showa 43mm Big Piston Fork e, na CBR 1000RR Fireblade SP, as mais sofisticadas Öhlins semi-ativas elevaram o patamar destas superesportivas Honda à um nível excepcional, preservado nas versões 2019, que receberam afinamentos significativos, especialmente no âmbito da eletrônica.

Leia mais  Novo Hyundai HB20 chega segunda-feira e sem segredos
Honda atualiza a linha CBR 1000RR Fireblade
O chassi é feito em alumínio e “abraça” o motor. Crédito da foto: Divulgação

O sistema de controle eletrônico da Fireblade oferece vários recursos ativos. Um deles, relacionado ao ABS, permite mitigar a tendência da roda traseira a perder contato com o solo em caso de frenagens muito fortes. Tanto a CBR 1000RR Fireblade quanto a CBR 1000RR Fireblade SP receberam uma alteração na versão 2019 que otimiza a ação do ABS em freadas extremas, reduzindo sua atuação e melhorando estabilidade e performance.

Novidade para 2019 em ambas Fireblade é o sistema Wheelie control atuar independentemente do HSTC. Isso permite ao piloto escolher um grau de ação baixo do HSTC, para utilizar a derrapagem controlada como instrumento de performance.

Honda atualiza a linha CBR 1000RR Fireblade
O motor tem 999,8 cm3 e 191,7 cv de potência. Crédito da foto: Divulgação

A CBR 1000RR Fireblade se vale de painel de cristal líquido TFT colorido para informar ao motociclista. São três os modos do painel: Street, Circuit e Mechanic – cada um com as informações mais relevantes para cada função específica. Em Street os modos de pilotagem (1-3 e USER 1-2) mais as configurações de cada parâmetro – P (potência), T (HSTC) e EB (Freio de Motor Selecionável). O modo Circuit acrescenta, além do modo Street, tempo, número de voltas e diferença da melhor volta. O Mechanic exibe o tacômetro digital, a posição da engrenagem, o ângulo de aderência, a temperatura do líquido arrefecedor e a voltagem da bateria.

Leia mais  Ford aproveita Rock in Rio e apresenta o novo SUV Territory

Motor compacto

O motor tetracilindrico que equipa as Fireblades foi alvo de uma completa reformulação para 2018, trabalho que resultou em aumento de potência, torque e dimensões mais compactas. Um destaque do motor de exatos 999,8 cm3 é a potência máxima de 191,7 cv a 13.000 rpm, que é acompanhado pelo exuberante torque de 11,82 kgf.m a 11.000 rpm, números que associados ao peso a seco mínimo 183 kg para a Fireblade e 182 kg para a versão SP. Tal diferença pode ser atribuída ao tanque em titânio que equipa a SP.

Honda atualiza a linha CBR 1000RR Fireblade
Melhorou a ação do ABS em freadas extremas. Crédito da foto: Divulgação

A Honda CBR 1000RR Fireblade e a CBR 1000RR Fireblade SP tem preços público sugeridos de R$ 71.390,00 e R$ 81.590,00. A garantia é de três anos sem limite de quilometragem. (Da Redação)

Comentários