Motor

Ford EcoSport Titanium perde estepe na traseira, mas fica mais seguro

Motorista não precisa mais parar para trocar pneu furado
Ford EcoSport Titanium perde estepe na traseira, mas fica mais seguro
O Ford EcoSport Titanium ficou com visual mais limpo na parte traseira após perder o estepe externo. Crédito da foto: Adalberto Vieira

No início de fevereiro a Ford lançou a linha do EcoSport 2020, o pioneiro no Brasil no segmento de utilitários esportivos compactos. A grande novidade na linha é a versão Titanium que ganhou novo visual com a eliminação do estepe externo fixado na tampa traseira, uma espécie de assinatura do modelo desde seu lançamento, quase 20 anos atrás. A eliminação do estepe externo só foi possível com a adoção de pneus run flat, que continuam funcionais mesmo completamente murchos. A alternativa de colocar o estepe no interior do veículo foi afastada pois não há espaço. Se fosse para o porta-malas diminuiria ainda mais o acanhado compartimento de carga. A solução já havia sido adotada no Exterior, onde o EcoSport roda há algum tempo sem estepe. Com isso, o EcoSport passa a ser o primeiro veículo nacional a adotar essa tecnologia que permite rodar com pneus totalmente vazios por uma distância de 80 quilômetros sem prejudicar a segurança de seus ocupantes. Até agora esse tipo de pneu só era encontrado em modelos importados.

O EcoSport foi um pioneiro. Praticamente criou um segmento novo no mercado, o de utilitários esportivos compactos. Fez tanto sucesso que a concorrência toda foi atrás da fórmula e lançou modelos que vêm prejudicando sua performance comercial. Tanto que durante todo o ano passado o EcoSport ficou em 20º lugar entre os mais vendidos no levantamento elaborado pela Fenabrave, entidade que reúne os concessionários de veículos no Brasil. Foram 34.497 unidades vendidas. Este ano o EcoSport continua não empolgando. No acumulado de janeiro e fevereiro foram comercializadas somente 5.044 unidades, o que o deixa atrás de concorrentes como Jeep Renegade, Jeep Compass, Nissan Kicks e Hyundai Creta. Com o anúncio do fechamento da fábrica da Ford de São Bernardo do Campo, onde eram produzidos caminhões e o New Fiesta, o EcoSport junto com o Ka, são os últimos representantes da marca fabricados no Brasil.

Ford EcoSport Titanium perde estepe na traseira, mas fica mais seguro
Essa versão do EcoSport Titanium tem preço sugerido de R$ 103.890. Crédito da foto: Adalberto Vieira

A linha do EcoSport 2020 continua a oferecer também as versões SE, FreeStyle e Storm, todas com o tradicional estepe pendurado na traseira. A versão SE é a mais simples, e a Freestyle a mais vendida. Assim como a versão Titanium são equipadas com o moderno motor 1.5 l Ti-VCT Flex de três cilindros que rende até 137 cv de potência. Somente a versão Storm é equipada com motor de quatro cilindros 2.0 flex e tração nas quatro rodas. A Titanium vem com câmbio automático de seis velocidades e “padle shifts” junto ao volante, para eventuais trocas manuais. O motor 1.5 de três cilindros conversa bem com o câmbio automático de seis marchas. O carro ficou gostoso de dirigir, mostra agilidade nas arrancadas e nas ultrapassagens.

O EcoSport Titanium tem preço salgado: R$ 103.890, mas vem com um bom pacote de equipamentos que inclui teto solar elétrico, sete airbags, sistema de monitoramento de ponto cego e tráfego cruzado, painel “soft touch”, bancos em couro ecológico, sensor de presença para acesso inteligente e partida sem chave. Traz ainda central multimídia SYNC 3 com tela de 8 polegadas, luzes diurnas de LED, sensor de chuva e rodas de liga leve de 17”.

Ford EcoSport Titanium perde estepe na traseira, mas fica mais seguro
Crédito da foto: Adalberto Vieira

As alterações realizadas com a eliminação do estepe deixaram o EcoSport Titanium 13 quilos mais leve. O carro recebeu também uma nova calibração da direção elétrica e da suspensão. Foram feitas melhorias no isolamento acústico do veículo.

Run flat

O novo EcoSport Titanium vem com pneus Michelin ZP que podem percorrer até 80 km à velocidade de 80 km/h com pressão zero. Isso é possível graças à estrutura reforçada das laterais, que suportam o peso do veículo e carga por algum tempo mesmo tendo sofrido perda total de pressão. Em caso de furo, surgirá um alerta luminoso no painel que também mostra a pressão de cada pneu. A partir daí, o carro pode rodar até 80 km. Acompanha o modelo um kit composto por um pequeno compressor e um material de vedação e se o motorista fizer um reparo de emergência, poderá rodar mais 200 quilômetros até fazer o reparo definitivo. Por essa razão, veículos equipados com a tecnologia run flat dispensam o uso de estepe, macaco e chave de roda. Em caso de furos, cada pneu pode ser reparado uma única vez. Pneus com rasgos continuam rodando e levam o motorista até um local seguro, mas não podem ser reparados.

Ford EcoSport Titanium perde estepe na traseira, mas fica mais seguro
Crédito da foto: Adalberto Vieira

Mesmo sem qualquer pressão nos pneus, é possível andar seguramente dentro do limite de 80 km/h. No Campo de Provas da Ford em Tatuí foi possível perceber que o carro continua perfeitamente estável, mesmo em manobras de slalon, com dois pneus completamente vazios. Essa tecnologia no pneu e a segurança que ele oferece tem um preço. Enquanto que o pneu comum usado nas outras versões do Ecosport custa em torno de R$ 600, o run flat custa R$ 900, 36% a mais. Mas evita que motoristas corram o risco de trocar pneus em locais perigosos ou à noite. (Adalberto Vieira)

Prós e Contras

PRÓ – EQUIPAMENTOS
De série há itens como teto solar, bancos de couro, sete air bags e partida sem chave.

CONTRA – ESPAÇO INTERNO
Compacto, SUV só leva bem duas pessoas atrás e porta-malas tem apenas 356 litros.

Ficha técnica

Ford EcoSport Titanium
Motor: 1.5 l, 3 cil., 12V, flexível
Potência: 137 cv a 6.500 rpm
Torque: 16,2 kgfm a 4.500 rpm
Câmbio: Automático convencional de 6 marchas
Porta-malas: 356 litros
Preço: a partir de R$ 103.890.

Comentários