Motor

Exposição na Alemanha mostra clássicos da Volkswagen do Brasil

A exposição “Feito no Brasil - Born local” destaca ícones da marca como Brasília, Kombi e SP2
Exposição na Alemanha mostra clássicos da Volkswagen do Brasil
Um estande só apresenta carros feitos no Brasil. Crédito da foto: Divulgação

O aniversário de 60 anos da Fábrica Anchieta da Volkswagen no Brasil, primeira unidade industrial da marca fora da Alemanha, foi o motivo para a exposição de alguns clássicos brasileiros selecionados pelo ZeitHaus, no Classic Days da Autostadt, a Cidade do Automóvel do Grupo Volkswagen em Wolfsburg. O ZeitHaus é o museu de automóvel mais visitado da Alemanha.

No Schloss Dyck Classic Days, o estande da Autostadt, decorado de verde e amarelo em homenagem ao Brasil, destacou os modelos Volkswagen SP2 (1976), Brasília (1980) e Kombi Last Edition (2013). Aliás, uma Kombi muito especial: a primeira das 1.200 unidades produzidas na edição final, em 2013. Além disso, para mostrar a versatilidade do conjunto mecânico e do chassi do Fusca, o estande também expôs um Gurgel X-12 (1978), um dos muitos modelos derivados do Fusca produzidos nos anos 70 e 80 no País.

Leia mais  O Fusca, ícone da VW celebra 60 anos de produção no Brasil

 

Exposição na Alemanha mostra clássicos da Volkswagen do Brasil
A nossa Brasília foi uma das atrações da mostra. Crédito da foto: Divulgação

A exposição “Feito no Brasil – Born local” já está confirmada também para outros importantes eventos de clássicos na Alemanha. O Sachsen Classic, entre os dias 22 a 24 de agosto, vai percorrer diversas estradas entre as cidades Leipzig e Dresden. Já o rali Hamburgo-Berlim vai ligar as duas maiores cidades da Alemanha, de 29 a 31 de agosto. Durante o rali, cerca de 180 carros clássicos estarão em exposição na Autostadt, em Wolfsburg.

Passado e futuro

Em frente à entrada do castelo Dyck, o Grupo Volkswagen preparou outras novidades de peso. Entre os destaques estão o Volkswagen W12 Nardo, que quebrou diversos recordes de velocidade em 2002 na pista italiana de Nardo, e o Beetle ‘World Champion‘. Em 17 de fevereiro de 1972, o modelo tornou-se o mais produzido no mundo. O grupo ainda celebrou os 50 anos do VW-Porsche 914/4, o primeiro modelo com motor central-traseiro produzido na Alemanha.

Exposição na Alemanha mostra clássicos da Volkswagen do Brasil
A Kombi Last Edition é uma das atrações da exposição. Crédito da foto: Divulgação

Além disso, modelos superesportivos e elétricos também brilharam no evento alemão. Um deles foi o Volkswagen ID. R, modelo de corrida totalmente elétrico, que surpreendeu o mundo ao quebrar recordes na subida de montanha de Pikes Peak, nos Estados Unidos, e no desafiador circuito de Nürburgring Nordschleife, na Alemanha. Dessa vez, o ID. R percorreu pela primeira vez os quase três quilômetros do circuito do Schloss Dyck, um trecho fechado no entorno do castelo para demonstração de performance dos modelos.

Leia mais  Atualização deixa o Volkswagen Golf ainda melhor

 

Exposição na Alemanha mostra clássicos da Volkswagen do Brasil
O SP2 chama a atenção pelo desenho esportivo ainda atual. Crédito da foto: Divulgação

Na mesma bateria do ID. R, participaram também dois dos superesportivos mais rápidos e cobiçados do mundo, o Porsche 918 Spyder e o Bugatti Chiron. Somando os três modelos, a potência ultrapassa os 3.000 cv. E ao volante do Porsche 918 Spyder, estava Hans-Joachim Stuck, ex-piloto de Fórmula 1 nos anos 1970 e uma lenda do automobilismo alemão. (Da Redação, com informações do fabricante)

Comentários