fbpx
Motor

Dodge Dart brasileiro completa 50 anos sempre atual

Além de ser o maior em deslocamento volumétrico, o motor V8 do Dodge Dart era o mais forte do país
Dodge Dart brasileiro completa 50 anos
O Dojão, como ficou conhecido, fez sucesso nos anos 1970. Crédito da foto: Divulgação

Há 50 anos, em outubro de 1969, era lançado o Dodge Dart no Brasil. O belo sedã de quatro portas que saía da linha de montagem da Chrysler do Brasil S.A., em São Bernardo do Campo, estava alinhado com o que era fabricado e vendido nos Estados Unidos.

Além de ser o maior em deslocamento volumétrico, com exatos 5.212 cm3, o motor V8 do Dodge Dart era o mais forte do país, gerando potência de 198 cv a 4.400 rpm e torque de 41,5 kgfm a 2.400 rpm números de medições brutas, padrão na época. Inicialmente, o câmbio era manual de três marchas. A alavanca ficava na coluna de direção, dando espaço para um banco inteiriço na frente, para três pessoas. Apesar de ser considerado simples nos EUA, o Dart era requintado para o nosso mercado e um veículo moderno que se destacava em vários aspectos à parte do design atual e da mecânica poderosa, que o fazia ir de 0 a 100 km/h em 12 segundos.

Leia mais  Mercedes-Benz testa o Actros elétrico na Europa

Chega o BMW 745Le M Sport

Dodge Dart brasileiro completa 50 anos
O esportivo sofisticado já está nos concessionários. Crédito da foto: Divulgação

Já está na rede de concessionárias BMW do Brasil o novo 745Le M Sport, a nova versão híbrida plug-in do sedã de alto luxo, ao preço de R$ 499.950,00. Fabricado em Dingolfing, na Alemanha, o modelo possui estrutura Carbon Core, desempenho de esportivo e diversas tecnologias de assistência ao motorista. O carro é tem linguagem de design renovada e imponente, ressaltada pelos detalhes esportivos. A nova identidade visual da fabricante alemã é observada na tradicional grade, que cresceu 40% em relação ao modelo anterior e nos faróis dianteiros, mais estreitos. A nova versão oferece sob o capô uma combinação única de potência e eficiência, combinando um refinado propulsor a combustão de três litros, seis cilindros e 286 cv de potência, a um moderno propulsor elétrico com potência de 113 cv e regeneração de energia de frenagem. Juntos, eles desenvolvem uma potência combinada de 394 cv e torque de 600 Nm, quando o Driving Experience Control está definido para o modo Sport. A tração traseira e transmissão automática de oito velocidades completam o conjunto mecânico.

Leia mais  Recall do Onix Plus por incêndio inicia dia 18

Toyota anuncia equipe para Dakar

Dodge Dart brasileiro completa 50 anos
A equipe Toyota participa do Rali Dakar desde 2012. Crédito da foto: Divulgação

A Toyota Gazoo Racing anunciou a formação de seu time de pilotos para o Rali Dakar, que tem início em janeiro de 2020, com inédito circuito pela Arábia Saudita. A equipe é composta por quatro duplas: Nasser Al-Attiyah e o navegador Mathieu Baumel; Giniel de Villiers e o navegador Alex Haro; Bernhard Ten Brinke e o navegador Tom Colsoul; e Fernando Alonso e o navegador Marc Coma. A equipe compete no Rali Dakar desde 2012 e, como Toyota Gazoo Racing, conquistou a primeira vitória da Toyota no ano de 2019 com Nasser e Mathieu. Desde sua primeira participação no Rali Dakar, os melhores resultados conquistados pela equipe Toyota, nos resultados gerais, foram: terceiro lugar em 2012, segundo lugar em 2013, quarto lugar em 2014, segundo lugar em 2015, terceiro lugar em 2016, quinto lugar em 2017) e segundo lugar em 2018. Para a próxima edição do rali, a equipe vai reunir um time de experientes especialistas e novatos recém-chegados à categoria.

Comentários