Motor

Carro branco é o mais vendido há dez anos

Cor está em 38% dos automóveis emplacados em 2020 no mundo
Na América Latina, o branco representa 41%, que sobe para 46% na África e 48% na Ásia. Crédito da foto: Divulgação

Há dez anos consecuti­vos, a cor branca é a favorita nos carros novos vendidos no mundo. O tom está em 38% dos automóveis empla­cados em 2020 em todo o planeta. O dado faz parte da 68ª edição do Relatório Global de Popularidade das Co­res Automotivas da Axalta, fornecedora global de tintas e esmaltes para a indústria.

Por meio do relatório, produzido desde 1953, é possível verificar as tendên­cias do mercado. A cor preta continua sendo a segunda mais escolhida – em 2020, manteve os 19% de preferên­cia registrados em 2019.

Já o cinza registrou cres­cimento de dois pontos por­centuais em relação ao últi­mo relatório, ficando em ter­ceiro lugar com 15% da preferência. Com isso, atin­giu o nível mais alto de inci­dência em dez anos.

Fechando a lista das cin­co tonalidades preferidas aparecem o prata (com 9%) e o azul (7%). As duas cores ti­veram leve queda na prefe­rência em relação ao estudo do ano anterior, de 1% e 2%, respectivamente.

Com 19% da preferência, cor preta é a segunda mais es­colhida, seguida de cinza, prata e azul. Crédito da foto: Divulgação

Luxo

O relatório anual da Axalta traz vários dados interes­santes. A empresa registra, por exemplo, que o preto continua a ser a cor preferi­da no segmento de automó­veis de luxo. Já o prata apre­sentou queda em todas as regiões do mundo.

Da mesma forma, os re­cortes por região apontam particularidades. A preferên­cia pelo branco é ainda maior que a média em várias regiões do globo. Na América Latina, representa 41%, por­centual, que sobe para 46% na África e 48% na Ásia. Já nos países da União Euro­peia, o branco tem os mes­mos 25% de participação do cinza.

Ainda segundo o relató­rio, o vermelho perdeu repre­sentatividade nos países sul-americanos, incluindo o Bra­sil. A cor teve redução de dois pontos porcentuais em relação ao estudo feito em 2019. Dessa forma, aparece com 6% de presença nos ca­rros novos. Já o azul subiu na mesma proporção, fican­do com 5% das preferências.

Depois da branca, a prata é a cor mais desejada nos ca­rros vendidos na América do Sul, com 20%. Entretanto, perdeu três pontos porcen­tuais na comparação com 2019. Em contrapartida, o cinza teve uma demanda maior na região, ficando com 15% do total, um ponto por­centual a mais que no ano anterior.

Houve ainda crescimento de participação das cores pe­rolizadas. A branca pérola, por exemplo, ganhou dois pontos porcentuais ante os dados de 2019 e responden­do por 11% do total de veícu­los nessa tonalidade.

Enquanto isso, o branco sólido caiu dois pontos, em­bora ainda lidere a participa­ção geral, com 27%. “As ten­dências de compra do consu­midor refletidas no relatório impulsionam nosso desen­volvimento de cores para o futuro”, diz Nancy Lockhart, gerente global de produtos de cores da Axalta.

Comentários