Motor

Brasil é o segundo maior mercado da Chevrolet no mundo

Foram 475 mil veículos vendidos em 2019, o Brasil perde apenas para os Estados Unidos
O Brasil é o segundo maior mercado da Chevrolet no mundo
O Chevrolet Onix, carro mais vendido do país, foi um dos responsáveis pelo bom desempenho comercial da General Motors no Brasil. Crédito da foto: Divulgação

Com 475 mil veículos Chevrolet emplacados em 2019, o Brasil passou a ser o segundo maior mercado global da marca, atrás apenas dos Estados Unidos. Um dos fatores que impulsionaram em 9,5% as vendas da empresa líder por aqui foi o desempenho comercial do Onix, cuja a nova geração foi lançada no segundo semestre do ano passado.

“A América do Sul está de volta ao jogo. Mesmo com a recuperação do mercado brasileiro mais lenta do que imaginávamos, a evolução dos nossos produtos e da marca Chevrolet fazem com que a primeira escolha do consumidor seja pela nossa marca. Desde 2014, estamos realizando investimentos no país que até 2023 somarão R$ 23 bilhões justamente para trazer segurança, conectividade e design para o nosso cliente no Brasil. Este é o maior aporte de uma empresa do setor no período e nos possibilitou trazer tecnologias inéditas para o país como a conectividade nível quatro, com o Wi-Fi embarcado”, destaca Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

Leia mais  Chevrolet mantém Onix com carroceria e motores antigos

 

Para o executivo, o sucesso de todo o portfólio Chevrolet, que é líder em diversos segmentos, deve-se a dois principais fatores combinados: “Somando os nossos produtos campeões à excelência de atendimento ao cliente que temos nas nossa rede de concessionárias, que é a melhor do Brasil, temos tido resultados de vendas excelentes e estamos preparados para atender novos clientes na medida em que a economia brasileira avança e o consumidor se torna mais confiante e encontra mais facilidade no acesso ao crédito”, comenta Zarlenga.

Novo Onix surpreende

A aceitação do consumidor pela nova família Onix foi tão surpreendente que a versão sedã no fim do ano conquistou a vice-liderança, numa dobradinha inédita para a Chevrolet no país. Ao oferecer itens até então exclusivos de veículos de categorias superiores, o hatch se manteve com o título de carro mais vendido do Brasil, pelo quinto ano consecutivo.

Além do Brasil, o Onix tem forte protagonismo em outros mercados sul-americanos. O modelo ainda passou a ser comercializado recentemente na China, numa expansão estratégica que alcançará em breve o México.

A família Onix emplacou globalmente mais de 410 mil unidades no acumulado de janeiro a dezembro, consolidando-se como a linha de compactos mais vendida da Chevrolet no mundo. O Onix também foi o veículo da marca com o maior volume de crescimento no ano, comparando os modelos presentes no portfólio em 2018 e 2019.

Revelados detalhes do Novo Tracker que chega em março

O Brasil é o segundo maior mercado da Chevrolet no mundo
O Chevrolet Onix Plus, sucessor do Prisma, também se destaca nas vendas. Crédito da foto: Divulgação

A Chevrolet está preparando o mercado para outro lançamento importante nos primeiros meses deste ano. A marca garante que vai promover uma revolução no mercado, desta vez entre os SUVs, segmento que mais cresce no Brasil.

A novidade é o Novo Tracker, um utilitário esportivo compacto que substituirá o modelo atual. O veículo, um projeto chinês, chega às concessionárias da marca até o fim de março com inovações tecnológicas relacionadas a segurança, conectividade e eficiência energética.

Os interessados em mais detalhes sobre o próximo lançamento da Chevrolet podem se inscrever em uma página no site da empresa criada especialmente para o produto, o www.chevrolet.com.br/lancamentos/SUV.

“As primeiras imagens da página antecipam detalhes do sistema de iluminação do veículo. Na dianteira, os faróis contarão com uma tecnologia inovadora, enquanto, na traseira, as lanternas são de LED com efeito tridimensional”, conta Hermann Mahnke, diretor de Marketing da GM América do Sul.

Leia mais  Chevrolet abre a pré-venda do Bolt EV, seu carro 100% elétrico

 

As fotos mostram ainda nuances do design atlético e do porte robusto do veículo, caracterizado pela carroceria esculpida com linhas esportivas e por acabamentos que remetem à sofisticação.

Na parte superior da imagem, o texto “Novo Chevrolet Tracker, o SUV em sua melhor fase está chegando” reforça a expectativa pelo produto, o primeiro dos sete lançamentos que a empresa irá promover ao longo de 2020.

GM decide fechar a Holden na Austrália

O Brasil é o segundo maior mercado da Chevrolet no mundo
A GM se prepara para produzir o novo Tracker em São Caetano. Crédito da foto: Divulgação

Como consequência de vendas fracas e prejuízos no último ano, a General Motors decidiu encerrar as atividades da Holden, seu braço na Austrália e na Nova Zelândia a partir de 2021. O anúncio foi feito por meio de um comunicado em que a GM informa que acabará com a marca Holden a partir do ano que vem por conta do volume de vendas abaixo do que é considerado limite de sustentabilidade.

A Holden é um dos mais antigos fabricantes de automóveis do mundo e sempre teve uma gama bastante diversificada de modelos, mas nunca teve um veículo com seu logotipo vendido no Brasil. Um de seus modelos de maior sucesso, entretanto, fez muito sucesso por aqui com a gravatinha dourada: o Chevrolet Omega. Encerrada a produção do Omega nacional, a partir de 1998 o sedã grande vendido no Brasil era uma versão do Holden Commodore, um carro bastante popular em seu país de origem.

Leia mais  Chevrolet Cruze é o primeiro carro a oferecer Wi-Fi a bordo

 

Serão extintos cerca de 600 postos de trabalho, um centro de estilo em Melbourne e empresas associadas. A Holden começou como construtora de carrocerias em 1924. Em 1931 a GM comprou parte das ações da empresa e nasceu a General Motors Holden, empresa que durante muito tempo dominou as vendas na Oceania durante cinco décadas. O enxugamento de operações internacionais em busca de lucros deve prosseguir com a saída da marca Chevrolet da Tailândia. (Adalberto Vieira)

Comentários