BRASIL

Dois morrem e cinco ficam feridos em tiroteio em bar no Rio


Duas pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas depois que um homem abriu fogo na noite de sexta-feira (24) em um bar em Cascadura, na zona norte do Rio. Testemunhas informaram que um homem desceu de um carro e atirou contra um outro que estava no bar. Ele morreu na hora. O local estava cheio devido a uma comemoração de aniversário.

Outras seis pessoas foram atingidas pelos disparos. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo as primeiras informações, as duas vítimas fatais estariam juntas na hora dos disparo e chegaram a revidar o ataque. A polícia ainda não determinou a motivação do crime, mas a suspeita é que seja acerto de contas de grupos de milícias que atuam na região. O homem morto, cuja identidade não foi revelada, estava com uma moto roubada.

Violência no Rio 

O Rio passa por uma grave crise política e econômica, com reflexos diretos na segurança pública. A falta de estrutura atinge em cheio o moral da tropa policial e torna os agentes vítimas da criminalidade. Somente neste ano, 18 PMs foram assassinados no Estado - foram 134 em 2017.

Com a escalada nos índices de violência, o presidente Michel Temer (MDB) decretou a intervenção federal na segurança pública do Estado, medida que conta com o apoio do governador Luiz Fernando Pezão, também do MDB.

Temer nomeou como interventor o general do Exército Walter Braga Netto. Ele, na prática, é o chefe das forças de segurança do Estado, como se acumulasse a Secretaria da Segurança Pública e a de Administração Penitenciária, com as Polícias Militar e Civil, bombeiros e agentes carcerários sob o seu comando. Braga Netto trabalha agora em um plano de ação.